O que acontece com nossos olhos quando saímos de um cinema escuro e vemos a luz do sol?

Escrito por robert frankel | Traduzido por ricardo torres iupi
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que acontece com nossos olhos quando saímos de um cinema escuro e vemos a luz do sol?
Seus olhos devem se ajustar a quaisquer mudanças de luz (BananaStock/BananaStock/Getty Images)

Certamente isso já aconteceu com todos nós. Depois de assistirmos ao mais novo lançamento de Hollywood, nós saímos do ambiente confortável e escuro do cinema e vamos para o lado de fora. Ao sair, somos recebidos com um clima quente e uma luz que parece tão clara que chega até a arder os olhos. O culpado disso não é o sol, do qual nos escondemos algumas horas antes, mas sim nossos olhos, que estão lutando para se ajustarem à mudança abrupta de luz o mais rápido possível.

Outras pessoas estão lendo

O globo ocular

Seu olho é uma parte muito complicada da anatomia humana, sendo composto de numerosos sistemas e processos. Ele permite que você veja o que está ao seu redor mas, para fazer isso, a presença de luz é necessária. É importante sabermos que ela chega na retina através da córnea, pupila e cristalino. Sua pupila se dilata, permitindo a entrada de mais luz em seu olho, e se fecha, para diminuir a intensidade luminosa que é captada.

A retina

A sua retina contém células fotorreceptoras constituídas por bastonetes, que respondem às condições de escuridão, e cones, responsáveis pelas situações de iluminação intensa. A luz que viaja através do seu globo ocular até a retina ativa esses fotorreceptores, permitindo que você enxergue em ambientes claros e escuros.

Bastonetes e o cinema escuro

O número de bastonetes supera o de cones na sua retina em cerca de 20 vezes, sendo que, em média, cada retina contém 120 milhões de bastonetes e 6 milhões de cones. Os bastonetes são utilizados ​​em ambientes escuros, pois amplificam todos e qualquer tipo de estímulo luminoso. Eles o ajudam a enxergar em um cinema escuro, por exemplo, já que amplificam a pouca luz presente. Além disso, as pupilas se dilatam para permitir que uma quantidade maior de luz estimule sua retina.

Bastonetes e a luz solar

Pelo fato dos bastonetes amplificarem a luz, tornando possível você enxergar no escuro em condições razoáveis, a transição súbita de uma sala de cinema para um local iluminado fará com que eles a amplifiquem em sua retina em um primeiro momento, já que estavam ativados devido ao ambiente escuro. Com essa exposição, eles se "saturam" e são desativados.

Cones e a luz solar

Leva alguns minutos para os seus olhos se ajustarem à luz solar. Quando seus bastonetes param de trabalhar, essa luz mais intensa envolve seus cones, que irão restaurar sua visão. Nesse ponto, as pupilas se fecham para evitar que essa grande quantidade de luz sobrecarregue sua retina.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível