O que acontece quando óleo reage com detergente?

Escrito por contributing writer | Traduzido por marcelo couto
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que acontece quando óleo reage com detergente?
A água e o óleo não se misturam por causa de diferenças nas suas moléculas (Ryan McVay/Lifesize/Getty Images)

Outras pessoas estão lendo

Moléculas

Para entender como o sabão e o detergente funcionam, primeiro é necessário entender a química por trás das moléculas de detergente, água e de partículas indesejadas, como óleo e gordura. Todas as moléculas possuem uma polaridade em particular, que é uma carga. Essa carga afeta a maneira com que as moléculas se ligam umas com as outras. A água, por exemplo, é considerada uma molécula polar com carga negativa, pois os elétrons na sua estrutura são distribuídos desigualmente. Isso significa que ela pode se ligar com outras moléculas de água por causa de sua polaridade. Como exemplo, quando um copo de água é despejado em um copo de suco, eles se misturam e não se separam, pois o suco é, em grande parte, água. Pelo mesmo motivo, as partículas de óleo são consideradas apolares sem carga considerável, pois os elétrons estão distribuídos equilibradamente. Essas moléculas se ligarão com outras moléculas apolares, como álcool e gasolina. No entanto, ao se despejar óleo em um copo de água, as duas substâncias não se misturarão por conta própria. Uma maneira simples de se lembrar dessas associações é "semelhantes se dissolvem".

Sólidos e líquidos

Além disso, é importante notar que substâncias não precisam ser líquidas para formarem ligações; muitos sais, como o cloreto de sódio (NaCl), também conhecido como sal de cozinha, se dissolvem facilmente em compostos polares, como água. Compostos apolares como graxas e gorduras podem se dissolver em soluções líquidas apolares, como a gasolina.

Ligação e remoção

Como isso permite que o detergente reaja com o óleo e o limpe? Isso acontece porque o detergente possui uma extremidade apolar e outra polar. De acordo com o químico David A. Katz, o motivo para sabões e detergentes serem capazes de limpar é o resultado da sua habilidade de dispersar moléculas insolúveis na água (apolares), como óleo e graxa, numa solução com água. Quando a água e o detergente são misturados, eles se agrupam, formando moléculas conhecidas como micelas. Quando elas encontram partículas de óleo ou graxa, cercam-nas e a gordura é atraída para o centro da micela, onde as extremidades apolares do detergente se agrupam. Em seguida, o detergente se liga com a partícula apolar de óleo e, no final da reação, a micela é rompida, pois a extremidade polar do detergente se liga com a água. A partícula de óleo é, então, lavada juntamente com a água.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível