×
Loading ...

Armário de cozinha de madeira versus compensado

Atualizado em 17 abril, 2017

Os armários de cozinha são mobiliários embutidos ou fabricados que se dividem em quatro componentes principais: corpo, armação, gavetas e portas. Antes da Segunda Guerra Mundial, os armários eram feitos de madeira sólida por fábricas ou carpinteiros especializados. Isso mudou após a guerra, conforme as peças de madeira compensada mais baratas foram sendo produzidas em massa. Como resultado, muitas opções de armários são disponíveis para atender a maioria dos orçamentos, abrangendo desde madeira maciça até folheados produzidos em grandes quantidades.

O armário de madeira maciça é mais caro do que os folheados (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Madeira maciça

A madeira utilizada para armários vem de árvores duras, moles ou exóticas, sendo as mais populares o carvalho e a cerejeira. O carvalho possui uma história de ser favorável para armários, de acordo com o livro de Udo Schimidt's "Building Kitchen Cabinets", já que está facilmente disponível, é fácil de trabalhar e possui grãos visíveis atraentes. Outra opção de madeira atrativa é a cerejeira, pois esta funciona bem com maquinários e pode mudar para uma cor desejável profunda com a exposição à luz solar. Muitas cozinhas de estilo antigo usam armários moldados de bordo, que possui grãos visíveis e variáveis tons que combinam bem com cozinhas deste estilo.

Loading...
Carvalho (Photodisc/Photodisc/Getty Images)

Laminados

A madeira fabricada, também conhecida como laminada ou madeira compensada, é montada colando folhas finas de madeira. Essas camadas ajudam a fazer o compensado mais durável, uma vez que são menos propensos a deformar, tornando-os boons para áreas de tráfego intenso. A típica madeira compensada utilizada para armários de cozinha é uma A-4, o que significa que é de alta qualidade, com aproximadamente 0,65 cm de espessura.

Exemplo de madeira compensada (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

Acabamentos

Um benefício dos armários de madeira natural é que eles podem ser tingidos ou pintados para combinar com a decoração da cozinhas. A madeira crua é lixada e selada com um primer alquídico ou acrílico, antes de adicionar o revestimento superior desejado. Para mostrar as características naturais da madeira, os armários podem ser tingidos e envernizados ao invés de pintados. Além disso, a cor da pintura pode ser mudada mais tarde, descascando a madeira até seu estado natural e depois pintando de outra cor novamente.

O armário de laminado é frequentemente disponível logo que finalizado pelo fabricante, porém alguns modelos não podem ser pintados. Os folheados lixados de pinheiro ou bétula podem ser finalizados lixando-os levemente e aplicando uma base e um revestimento. De qualquer forma, quando se trata de mudança de cor, raspar esses laminados pode ser problemático, portanto há um pequeno espaço para mudanças.

Madeira descascada (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Custos

A desvantagem de construir um armário de cozinha unicamente com madeira sólida é o custo. Aqueles que procuram cortar cantos podem usa uma mistura de madeira sólida com laminado, customizando a superfície dos armários (estrutura visível, portas, gavetas, sancas) de madeira maciça e o corpo destes com madeira compensada que é mais barata. Para uma alternativa ainda mais barata, todo o mobiliário pode ser construído a partir de madeira compensada de alta e de baixa qualidade. Desse modo, o laminado de alta qualidade faz a superfície dos armários e o de baixa qualidade é usada para a estrutura.

Armário finalizado (Thomas Northcut/Digital Vision/Getty Images)
Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...