Mais
×

Atividades para ensinar às crianças sobre necessidades especiais

Atualizado em 21 fevereiro, 2017

Crianças e adultos com necessidades especiais estão sendo incluídos na comunidade de forma nunca vista nas décadas passadas. Estes alunos são "assessorados" com mais frequência na escola, possuem papéis em atividades e comparecem às aulas regulares com um professor assistente, se suas habilidades permitirem. Os alunos dos cursos regulares também têm a oportunidade de conhecer seus companheiros com necessidades especiais e apreciar suas exclusivas qualidades.

Crianças com necessidades especiais podem interagir normalmente na escola (BananaStock/BananaStock/Getty Images)

"Como sou diferente"

Ajude seus alunos a simpatizarem com seus colegas com necessidades especiais após compreenderem o que significa ser diferente e como é crucial aceitar as diferenças dos outros. Peça para escreverem coisas nas quais eles são bons, além de outras que eles têm mais dificuldade de aprender. Eles devem descrever como se sentem quando não conseguem fazer bem algo em particular.

Depois, os alunos escreverão em que sentido se acham fisicamente diferentes, além das coisas que eles temem. Em seguida, você pode explicar a eles que cada pessoa se comporta de forma distinta ao se decepcionar. Alguns se isolam e querem ficar sozinhos e outros querem passar um tempo com pessoas próximas. Outros choram, alguns gritam. Os alunos devem escrever o que fazem quando estão tristes. A turma deve discutir algumas respostas.

"Como devo reagir"

Professor e alunos citam formas de responder quando alguém, com necessidades especiais ou não, se sente frustrado ou ferido por não conseguir fazer alguma coisa, se expressar ou quando se sente diferente. A turma começa perguntando uns aos outros sobre como gostariam de ser tratados sob tais circunstâncias. Alunos e professor podem dar sugestões.

Algumas respostas podem ajudar o aluno a se sentir melhor, ser generoso, não rir do colega, ser bondoso, paciente e tentar ajudar com o problema.

Faça os alunos representarem em um cenário de modo que demonstrem respostas apropriadas às situações onde um estudante com necessidades especiais possa se sentir frustrado em sala de aula, ou no caso de um colega tornar sua vida difícil.

Atividade de educação física para conhecimento da inabilidade

Ajude os alunos a compreenderem como as atividades de educação física podem ser modificadas para incluir aqueles com necessidades especiais. Metade da turma é designada "deficiente" e recebe um andador, cadeira de rodas, fones ou protetores de ouvido (para bloquear o som), uma venda, bengalas, uma tipoia ou suporte para coluna ou mesmo uma fita de borracha para exercícios que possa ser colocada em volta dos tornozelos com o objetivo de limitar a mobilidade. Em seguida, eles escolhem equipamentos típicos como cordas para pular, bambolês, bolinhas, pinos de boliche e bolas leves para jogar. Aqueles que estão completamente livres ajudam as crianças com necessidades especiais a descobrir formas de se ajustarem às atividades para que todos possam participar juntos. Os alunos devem tentar brincar de agarrar com diferentes tipos de bolas (tamanhos ou cores, por exemplo) e ver qual funciona melhor para uma criança com necessidades especiais em particular. Todos invertem os papéis na metade da aula.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article