Mais
×

Atividades com placas tectônicas para alunos do 5º ano

Atualizado em 21 fevereiro, 2017

A teoria das placas tectônicas, ou teoria da tectônica de placas, foi desenvolvida na década de 1960. A teoria diz que os continentes e oceanos estão sobre uma série de placas e que essas se movem. Ela também explica como terremotos e explosões vulcânicas ocorrem e o quão profundo as trincheiras oceânicas e cordilheiras se formam devido ao movimento das placas. Quando pensar em atividades sobre esse assunto para uma classe do quinto ano, seja tão interativo quanto possível para que o aprendizado nunca se torne monótono. Levar os alunos em excursões para ver os tipos de rochas e fazer maquetes são uma maneira ideal de introduzir a estrutura fascinante e mutável da terra.

Muitas montanhas e vulcões são formados pelo choque entre as placas tectônicas (Volcano landsdcape image by Emma Delmonte from Fotolia.com)

Supercontinente

Alfred Wegener, em 1915, postulou que os continentes costumavam ser uma enorme massa de terra ou supercontinente e alguns anos mais tarde, alguém nomeou essa enorme massa de terra como Pangeia — "toda terra" em grego. Os alunos podem criar um quebra-cabeça da Pangeia para mostrar como todos os continentes se encaixam. Mostre um mapa-múndi para a quinta série e peça para que desenhem um esboço rápido de cada continente. Peça-lhes que rotulem os continentes também. Faça cópias do mapa-múndi em branco deles e corte os esboços do continentes. Após misturá-los todos, peça aos alunos para que tentem encaixá-los. Você também pode pedir-lhes que desenhem e cortem as ilhas, já que elas são às vezes, pedaços de terra que derivaram para o oceano (outras são formadas por vulcões oceânicos). Discutir a Pangeia e mostrar como as placas tectônicas deslocaram os continentes um do outro ensina aos alunos sobre o quão mutável e temporário o mundo é.

O mapa-múndi mostra como os continentes uma vez se encaixaram (world map image by Andrew Brown from Fotolia.com)

Vulcões

As placas da terra movem-se de 1 a 10 cm todo ano. A maioria das atividade sísmicas da terra, como vulcões e terremotos, ocorrem nos limites das placas, conforme elas se chocam. O Monte Santa Helena em Oregon, EUA, por exemplo, é o resultado da placa do Pacífico deslizando sob o continente norte-americano, de acordo com o US National Park service. Introduza aos alunos como as placas tectônicas formam vulcões com um vídeo sobre a formação vulcânica de um canal sobre ciência. Após o programa, construa um vulcão modelo na sala de aula (ver link "Fazendo um vulcão" em Recursos) ou peça aos alunos que preparem em casa com a ajuda de um adulto.

Os vulcões se formam quando duas placas oceânicas colidem (volcano image by rrruss from Fotolia.com)

Excursão geológica

Se vive em uma área geológica rica com montanhas, falhas sísmicas, vulcões ativos ou dormentes e outras formações rochosas interessantes, levar sua quinta série em uma excursão é praticamente uma obrigação. Depois de estudar a teoria das placas tectônicas em sala de aula, você pode levar seus alunos para uma visita guiada com um guarda florestal ou outro especialista (se você não é um geólogo ou um cientista) para aprender como as formações rochosas surgem da terra devido ao movimento das placas. Se sua escola está localizada perto de um parque nacional, planeje gastar pelo menos a metade do dia escolar no parque, explorando trilhas e fazendo caminhadas guiadas para ver a paisagem.

Arcos de pedra são um fenômeno geológico (arches image by antocar from Fotolia.com)
Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article