Benefícios do exercício para pessoas com neuropatia periférica

Escrito por s.e. brinamon | Traduzido por luiz cezar guimarães júnior
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Benefícios do exercício para pessoas com neuropatia periférica
Exercícios melhoram o bem estar das pessoas com neuropatia periférica (Comstock/Comstock/Getty Images)

Neuropatia periférica é um distúrbio neurológico comum que pode ser causado por lesão, abuso de álcool, exposição de toxina ou uma complicação da diabetes. Neuropatia periférica interfere na transmissão de informações entre o cérebro e a medula espinhal e pode causar muitos sintomas, incluindo a degeneração muscular, dormência, problemas digestivos e pressão de sangue anormal. Exercícios podem melhorar o fluxo de sangue e oxigênio para os músculos, regular a pressão sanguínea e melhorar o bem estar geral.

Outras pessoas estão lendo

Força muscular

Um dos benefícios mais importantes do exercício para a neuropatia periférica é fortalecer os músculos e diminuir a degeneração muscular associada com a doença. Pessoas com neuropatia periférica podem ter atrofia muscular, se os músculos não são regularmente exercidos, levando à imobilidade. Fortalecimento dos músculos também pode ajudar a combater alguns dos sintomas incômodos, tais como cãibras, espasmos musculares e perda de destreza.

Flexibilidade

Pessoas com neuropatia periférica podem experimentar uma perda de flexibilidade, portanto, exercícios que enfatizam a flexibilidade, como posturas de yoga, são especialmente benéficos para as pessoas com esta condição. Pequenas caminhadas ou andar de bicicleta também podem melhorar a flexibilidade em pessoas com neuropatia periférica. Em seu relatório de pesquisa de outubro de 1997 na revista "Physical Therapy", Janet L. Ruhland e Richard K. Shields recomendam alongamento da coxa, do joelho ao peito e alongamento dos calcanhares com corda para as áreas que tendem a ser mais tensas em pessoas com doenças neurológicas.

Pressão sanguínea

Um dos sintomas da neuropatia periférica é a pressão sanguínea anormal. Exercícios moderados são recomendados para diminuir a pressão sanguínea na população em geral e, de acordo com um artigo de outubro de 2004 do Neurology Reviews, pessoas com essa disfunção que praticam exercícios percebem uma queda de 10 mmHG na pressão arterial. Sistemas de exercício, como o yoga ou o tai chi podem ser ainda mais eficazes na regulação da pressão arterial, especialmente se ela tende a ser alta.

Outros benefícios

O site Neurology Reviews informa outros benefícios do exercício para a neuropatia periférica, tais como melhora nos níveis de colesterol e melhor capacidade de sentir vibrações nos pés. Na pesquisa de Janet e Richard, pessoas com neuropatia periférica que fizeram exercícios relataram uma maior diminuição de dores no corpo do que aqueles que não se exercitam. Fazer exercício também pode aumentar os níveis de energia e criar uma maior sensação de bem estar e qualidade de vida.

Cuidados

Embora existam muitos benefícios do exercício, exercitar-se em excesso também pode ser prejudicial. É importante discutir seus planos de atividades com seu médico e escolher uma rotina de exercícios que vai ajudar, em vez de agravar seus sintomas. Evite posições de pernas cruzadas ou exercícios que coloquem pressão sobre as articulações do cotovelo e joelho. Se escolher uma aula de yoga, evite classes muito quentes e procure por um instrutor com treinamento em terapia de yoga. Pessoas com diabetes causada pela neuropatia periférica devem evitar exercícios aeróbicos devido à pressão sobre os pés.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível