Qual cão tem a mordida mais forte?

Escrito por hazel baker | Traduzido por alexandre girardi
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Qual cão tem a mordida mais forte?
O pitbull tem uma mordida popularmente conhecida pela sua força excepcional (George Doyle/Stockbyte/Getty Images)

Se você pedir a uma pessoa comum para citar as mais perigosas raças de cães em termos de estatísticas, o pitbull provavelmente estará no topo dessa lista. A maioria das companhias de seguros incluem o pitbull em suas listas de cães potencialmente perigosos, juntamente com várias outras raças.

Embora seja verdade que o pitbull tenha uma mordida extremamente poderosa, muitas pessoas não param para pensar sobre o fato de que há outras raças de cães que, em termos de força de mordida, são tão perigosas ou até mais.

Outras pessoas estão lendo

O que é a força de mordida?

A força de mordida é uma medida da quantidade de pressão causada por uma mordida. Quanto maior for a pressão, maior será o dano que a mordida pode causar. Cientistas determinaram que, em proporção ao seu tamanho, a doninha tem a força de mordida mais poderosa. O panda gigante, de acordo com o mesmo estudo, também tem um surpreendentemente forte QFM (Quociente de Força de Mordida), mas o animal com a força de mordida mais forte é o diabo da Tasmânia.

Quais cães têm o QFM mais poderoso?

A raça de cão com o QFM mais poderoso é o rottweiler, seguido de perto pelo pastor alemão e pelo pitbull. Não surpreendentemente, essas raças de cães também são listadas na lista "Os mais propensos a morder" pelo Centro para Controle de Doença e Prevenção dos Estados Unidos (CDC). É claro que a força de mordida não é necessariamente um indicador de temperamento, mas, devido às condições que raças como essas, especialmente os pitbulls, são freqüentemente criadas, elas são estatisticamente mais propensas a atacar um ser humano e, infelizmente, as mais prováveis de causar a maior parte dos danos.

Definindo um cão perigoso

O que constitui um cão perigoso ou perverso está sujeito a interpretação. Um cão é considerado perverso se ele for conhecido por ter atacado e ferido no passado, e perigoso se for considerado mais provável ​​do que outros cães a atacar. O CDC assinala que os cães maiores, com uma força de mordida mais forte, causarão mais danos se atacarem. Essa informação é frequentemente utilizada pelas companhias de seguros para negar cobertura a pessoas que possuam pitbulls, rottweilers, pastores alemães, huskies, dobermans, pinschers e chow chows.

Implicações quanto a um cão perigoso

Sempre que um cão ataca e fere gravemente uma pessoa, geralmente, o fato acaba sendo divulgado pela mídia. Infelizmente, incidentes como esses, que muitas vezes ocorrem como resultado de maus-tratos envolvendo o cão, têm percorrido um longo caminho para imbuir o preconceito permanentemente de muitas pessoas contra certas raças de cães, especialmente pitbulls. Muitas pessoas acham que é muito difícil alugar um apartamento, mesmo em condomínios onde animais de estimação são permitidos, caso possuam um rottweiler, um pitbull ou um pastor alemão.

Treinamento apropriado é essencial

Se você possui um cão com um QFM alto, faça a sua parte para ajudar a eliminar os estereótipos negativos que cercam sua raça. Você pode fazer isso por ter certeza de que seu cão recebe atenção adequada e treinamento de obediência, além de ser socializado desde a tenra idade. Mesmo que um cão tenha uma predisposição para a perversidade com base em sua raça, não há nenhuma razão pela qual ele não possa ser um companheiro leal, amoroso, seguro e amigável.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível