Características positivas das sanguessugas

Escrito por debra durkee | Traduzido por bruno belli sinder
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Características positivas das sanguessugas
Sanguessugas começaram a ser usadas medicinalmente há milhares de anos atrás (Michael Blann/Digital Vision/Getty Images)

Embora a prática de se usar sanguessugas em tratamentos médicos possa parecer bárbara, pesquisas recentes mostraram que há sentido nessa terapia medieval. Mesmo estes animais tendo saído de moda por um tempo, os médicos voltaram a explorar seu valor para finalidades surpreendentes.

Outras pessoas estão lendo

História

Embora muitas práticas médicas medievais fossem perigosas e até mesmo mortais, sanguessugas foram uma das que tiveram um certo sucesso. Os gregos e romanos estiveram entre os primeiros a usar sanguessugas para desinfetar feridas e a popularidade do animal se espalhou pela Europa. De tão popular, a espécie chegou a ficar ameaçada de extinção na idade média. Isso, gerou um outro benefício, não medicinal, mas econômico. Muitos indivíduos ganhavam a vida nesta época como caçadores desses animais, e em algumas áreas, a demanda era tão grande que surgiram fazendas para criar este primo da minhoca.

O uso medicinal das sanguessugas caiu no século XIX quando foi desacreditado. A medicina moderna redescobriu os benefícios da terapia.

Cirurgia reconstrutiva

Quando uma sanguessuga morde, ela libera saliva no sangue da pessoa. Essa saliva contém um anticoagulante natural, facilitando para a sucção do sangue sem que a ferida se feche. Esse químico natural têm um grande número de benefícios em cirurgias reconstrutivas. Um dos perigos mais comuns em cirurgias para colar dedos, partes da pele ou outras áreas do corpo é não conseguir reparar vasos sanguíneos, para que o sangue volte a fluir por eles. Alguns vasos, como aqueles no ouvido, são tão pequenos que são impossíveis de consertar. A aplicação de sanguessugas pode ajudar a drenar o sangue que está se acumulando nos tecidos e impedir que ele seque dentro dos vasos, necrosando o tecido. A prática tem um sucesso considerável, encorajando a passagem sanguínea e permitindo que os tecidos e vasos se reconstruam.

Alívio da artrite

A artrite ocorre quando juntas ficam duras e machucadas, e o fluxo sanguíneo é restrito nestas áreas. A aplicação de sanguessugas sobre as articulações afetadas encontrou algum sucesso. Depois que o animal se alimenta, ele é removido e o sangue continua a escoar da ferida. Isso alivia a pressão na junta. Também há benefícios por conta do anticoagulante na saliva do animal. Uma vez que ele entra na área artrítica, ajuda a restabelecer o fluxo, reduz o inchaço e aumenta a mobilidade - tudo isso sem comprimidos ou outros remédios.

Conveniência e custo

Tratamentos cirúrgicos, remédios, pílulas e terapias continuadas custam dinheiro. Sanguessugas são um dos tratamentos mais baratos que uma clínica médica pode comprar, se reproduzem com facilidade e não requerem muito espaço ou comida.

A mordida não dói e há pouco risco de infecção, já que qualquer bactéria introduzida é sugada de volta junto com o sangue - na verdade, um dos primeiros usos desses animais era combater infecções. Existem mais de 60 compostos químicos na saliva delas, cada um com possibilidade de ser eficiente contra alguma condição ou doença. Sanguessugas estão agora sendo estudadas por sua eficiência em tratar indivíduos com doenças de coração crônicas, com muitas outras possibilidades ligadas ao sangue no futuro.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível