on-load-remove-class="default-font">
×
Loading ...

Carpintaria japonesa

Atualizado em 18 junho, 2018

A carpintaria japonesa está em uma classe separada. De trabalhadores em templos, que construíram algumas das mais duradouras estruturas de madeira no mundo, a artesãos, que estilizaram copos e tigelas de beleza e utilidade elegantes, os daiku japoneses -- ou carpinteiros -- são altamente respeitados pela simplicidade complexa de suas criações. Eles têm dois segredos comerciais. O primeiro é que têm ferramentas perfeitamente adequadas para cada tarefa, e as mantêm afiadas. O segundo é que eles cuidam de cada tarefa com meticulosa atenção aos detalhes.

Instruções

As técnicas da carpintaria japonesa têm produzido estruturas magistrais (Japanese culture image by Sammy from Fotolia.com)
  1. Faça todos os cortes com um serrote japonês. Esses serrotes são extremamente finos, ou seja, pouca madeira é desperdiçada no corte, e extremamente afiados para permitir um corte sem esforço até mesmo em madeira dura. Já que o serrote é afiado e o corte é tirante, é muito mais fácil realizar cortes precisos.

    Loading...
  2. Use o serrote para cortar encaixes de caixa e respiga. A respiga é a metade masculina da junta. Cuidadosamente, meça o comprimento de uma respiga e, depois, corte transversalmente a medida. Termine-a, cortando longitudinalmente da extremidade da tábua até o corte transversal - de forma que, quando você montar as duas metades da junta, a respiga ficará invisível.

  3. Cinzele os encaixes, ou a metade feminina das juntas, com os cinzéis japoneses. Esses estão disponíveis em conjuntos, para que você possa fazer encaixes de diferentes larguras. Algumas variedades são angulares e côncavas, e mais eficientes para goivadura. Esses cinzéis têm alças de madeira, então sempre bata neles com um maço de madeira para não causar danos.

  4. Prefira desenhar as linhas das medidas com uma faca japonesa ao invés de com um lápis. Em contraste à linha feita com o lápis, que pode ser maior do que 1,5 mm, a linha feita por uma faca é mais fina do que 0,7 mm. Isso irá aumentar muito a precisão das suas juntas.

  5. Alise a madeira com uma plaina japonesa ao invés de uma lixa. Esse é o método tradicional usado pelos trabalhadores japoneses. Arrume a extremidade da lâmina para que ela se estenda a mais ou menos 1,5 mm da base de madeira da plaina, e deslize-a gentilmente, mas de forma firme, pela superfície da madeira, para que ela remova uma camada fina como papel da superfície. Isso exige prática para ser feito de forma adequada, e é mais fácil de ser feito em madeiras macias, como cedro, do que nas duras.

  6. Mantenha a sua plaina e cinzel precisos com um conjunto de pedras de água japonesas. Como o nome já sugere, você as lubrifica com água ao invés de óleo. Existem três categorias dessas pedras: ara-to (áspera), naka-to (média) e shiage-to (suave). Você deve ter as três. Apesar de ser possível afiar uma lâmina de serra com uma pedra, as lâminas são substituíveis, e é muito mais fácil simplesmente ter uma lâmina de reserva disponível.

  7. Pesquise ferramentas e técnicas. A arte da carpintaria japonesa tem sido desenvolvida por séculos e é complexa e fascinante.

Loading...

Dicas

  • Pratique o corte, cinzelamento e aplanamento em pedaços de sucata de madeira antes de começar o seu primeiro projeto. Os carpinteiros japoneses aprendem o seu negócio durante muitos anos, então esteja preparado para, pelo menos, uma fase de aprendizagem rudimentar.

Aviso

  • Trate as ferramentas japonesas como você faria com uma lâmina de barbear. Você pode cortar seus dedos apenas esfregando-os levemente na borda de corte.

O que você precisa

  • Conjunto de serrotes japoneses
  • Conjunto de cinzéis japoneses
  • Maço de madeira
  • Faca japonesa
  • Plaina japonesa de mão
  • Pedras de água

Referências

Loading ...
Loading ...