O que causou o declínio das plantações de açúcar?

Escrito por rebekah smith | Traduzido por ricardo guardati
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que causou o declínio das plantações de açúcar?
As plantações de açúcar empregavam trabalho escravo (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Embora o açúcar seja um produto comum hoje em dia, ele já foi muito valioso, especialmente para os nobres. Originário da Ásia, o cultivo de cana-de-açúcar foi introduzido nas Américas durante os séculos 15 e 16. O explorador Cristóvão Colombo trouxe sua experiência para o Novo Mundo ao introduzir o cultivo de açúcar em 1493, de acordo com a Universidade de Calgary. O açúcar possuía um preço alto, motivo pelo qual os europeus começaram plantações em suas colônias.

Outras pessoas estão lendo

Escravidão

O açúcar era extremamente rentável, mas sua produção exigia grande quantidade de trabalho. Para maximizar os lucros, as plantações de açúcar utilizavam escravos. Quando elas começaram a crescer nas Américas, a necessidade de escravos especializados também aumentou. Os melhores trabalhadores das plantações do Atlântico e do Caribe eram da África Ocidental. Com o crescimento da indústria, o preço do escravo também aumentou. Quando a escravidão foi abolida, a mão de obra para manter as plantações de açúcar ficou muito cara.

Expansão da produção

A rápida expansão da indústria do açúcar fez com que os preços caíssem significativamente. Mesmo com a queda do preço, a produção permaneceu a mesma e até aumentou em alguns países, baixando o preço ainda mais. Os países competiam uns contra os outros, e alguns, como a Jamaica, não tinham a qualidade ou o volume de outros, como Cuba. Na Guiana, que foi colonizada principalmente para a produção de açúcar, a indústria açucareira se expandiu rapidamente desde sua introdução em 1630.

Guerra e economia

As guerras coloniais e de independência da Jamaica afetaram o comércio de açúcar e as plantações diminuíram. Em 1920 e 1930, a produção caiu significativamente por causa da Grande Depressão. O desemprego e os baixos salários eram a norma. A economia se estagnou e as pessoas tinham péssimas condições de vida. Em 1733, na cidade de St. John, nas Ilhas Virgens, as revoltas de escravos levaram à adoção de um código, de acordo com o site Virgin Islands Now, e as plantações foram destruídas. Impostos especiais e tarifas pesadas também causaram quedas na exportação de vários países.

Climas políticos e ambientais

Na Jamaica, a indústria açucareira foi interrompida devido à fome e furacões. A seca e as doenças levaram à agitação social, causando um grave declínio econômico na Jamaica durante o século 19, de acordo com o site Country Studies. Os fazendeiros procuraram outros produtos e, em 1890, as bananas tomaram o lugar do açúcar como principal produto de exportação. Com a consolidação da indústria na década de 1980, países como a Guiana viram uma redução na produção de açúcar e nas necessidades de plantação. As plantações de açúcar davam muito trabalho e a terra tinha de ser limpa antes do plantio. A retirada deixou o solo fino e removeu os nutrientes. St. John também se deparou com secas, furacões e pragas de insetos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível