Ciclismo e dermatite de estase

Escrito por lara kirkner | Traduzido por antônio melo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Ciclismo e dermatite de estase
O ciclismo aumenta a circulação nas extremidades inferiores (woman on a bicycle image by Wimbledon from Fotolia.com)

A dermatite de estase é uma doença inflamatória da pele que ocorre nas extremidades inferiores e é causada pela acumulação de fluidos sob a pele. Ela é um sinal de insuficiência venosa crônica, que afeta até 5 por cento das pessoas nos Estados Unidos, de acordo com a Biblioteca Médica Online dos Manuais Merck. A imobilidade contribui para essa condição e, portanto, andar de bicicleta e outras atividades podem ajudar a prevenir a dermatite de estase e a insuficiência venosa crônica.

Outras pessoas estão lendo

Identificação

A dermatite de estase ocorre nas partes inferiores das pernas e nos tornozelos. Ela pode consistir no escurecimento castanho avermelhado e no endurecimento da pele e/ou na sua cicatrização e oleosidade conhecida como lipodermatoesclerose. Muitas vezes, a área afetada coça. Úlceras ou feridas abertas podem se desenvolver.

Causa

Os músculos da panturrilha cercam veias da perna; quando eles se contraem, ajudam a bombear o sangue das pernas para o coração. Quando eles não estão se contraindo por um período de tempo e não circulam sangue o suficiente de volta para o coração, a condição é chamada de retorno venoso prejudicado. O excesso dos fluídos da produção celular e dos resíduos pode então acumular-se no tecido da perna, irritar a pele e, potencialmente, causar a dermatite de estase.

Prevenção/solução

Exercícios como andar de bicicleta (ciclismo) fortalecem seu sistema cardiovascular e, portanto, podem ajudar a prevenir a dermatite de estase. Enquanto pedala, o seu músculos da panturrilha se contrai e ajuda a mover o sangue em suas veias, retornando ao coração, o que também ajuda o excesso de líquido claro a partir do tecido da perna.

Efeitos

Se você já tem dermatite de estase, exercitar-se poderá ser doloroso caso úlceras tenham se desenvolvido. Se a condição for deixada sem avaliação, você pode começar a desenvolver os sintomas de insuficiência venosa crônica. Estes sintomas incluem plenitude ou sensação de peso nas pernas, dores, cólicas e cansaço, que se agravam de pé ou andando, mas são aliviados pelo repouso e elevação. Sua panturrilha pode sentir dor quando comprimida, então andar de bicicleta nesta fase pode ser desconfortável ou impossível quando estiver empurrando os pedais para baixo.

Tratamento

Se você desenvolver quaisquer sintomas da dermatite de estase, contate o seu prestador de cuidados de saúde. Dependendo da gravidade dos sintomas, o tratamento pode variar desde a utilização de meias elásticas para melhorar o fluxo de sangue à cirurgia corretiva para as veias varicosas. Para ter uma melhor chance de evitar a dermatite de estase, leve uma vida ativa, com muito exercício e uma dieta saudável.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível