O ciclo de vida de um anelídeo

Escrito por sandra parker | Traduzido por angela spada
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O ciclo de vida de um anelídeo
Os vermes segmentados também são conhecidos como anelídeos (Ryan McVay/Photodisc/Getty Images)

Os vermes segmentados, também conhecidos como anelídeos, constituem um grupo com mais de 17.000 espécies identificadas, incluindo minhoca-da-lama, minhoca comum e sanguessuga. Espécies desses vermes podem ser encontradas em quase qualquer hábitat na Terra, inclusive marinho, terrestre e ambientes de água doce. As características mais básicas dos anelídeos consistem em serem compostos por vários segmentos, cada qual contendo as mesmas séries de órgãos.

Reprodução

A reprodução dos anelídeos é bem simples. Algumas espécies se reproduzem de maneira assexuada, enquanto outras o fazem de maneira sexuada, e algumas podem se reproduzir de ambas as formas, com base em certas condições ambientais.

Reprodução assexuada

A reprodução assexuada ocorre quando o anelídeo "brota" ou cria um novo organismo, enquanto o animal genitor permanece inteiro, ou pela divisão de um segmento para criar um novo verme. Muitos desses animais também podem usar técnicas semelhantes de reprodução assexuada para regenerar partes corporais danificadas. Muitos são capazes de se regenerar completamente a partir de um só segmento.

Reprodução sexuada

A reprodução sexuada é muito comum em vermes segmentados. A fêmea e o macho liberam, respectivamente, ovos e esperma na água, na tentativa de fertilizar os ovos. Os ovos fertilizados então se transformam em larvas trocóforas e vivem entre outros organismos planctônicos. À medida que continuam a se desenvolver, as larvas começam a afundar no fundo do mar e se transformam em minúsculos adultos.

Ciclos de vida

O ciclo de vida da maioria dos anelídeos é desconhecido, e somente um quarto, ou menos, dos vermes marinhos segmentados conhecidos segue esse exemplo. Alguns eclodirão dos ovos como adultos, sem um estágio larval apropriado; outros realmente zelarão por seus ovos e tentarão assegurar sua eclosão bem sucedida, produzindo uma substância gelatinosa para cobri-los, na tentativa de protegê-los dos predadores. Algumas espécies de fato carregarão seus ovos ou presos aos seus corpos ou dentro deles, por essa mesma razão. No caso daquelas espécies que transportam seus ovos, as fêmeas coletarão o esperma da água, ou o macho poderá injetá-lo durante a cópula.

Características incomuns

Os hábitos reprodutivos também são diferentes nas diferentes espécies. Alguns anelídeos só se procriam uma vez durante sua vida, enquanto outros podem procriar quase continuamente. Alguns se reproduzirão assexuadamente em certas épocas da estação e, sexuadamente, em outras. Certas espécies permanecerão como um sexo durante toda sua vida, enquanto outras podem se metamorfosear de um sexo a outro, dependendo de certas condições ambientais.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível