Ciclo de vida da jiboia

Escrito por clara maxwell | Traduzido por renato martin
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Ciclo de vida da jiboia
Jiboia (boa image by Pascal Péchard from Fotolia.com)

A família Boidae compreende 40 espécies, incluindo a jiboia. As jiboias são encontradas em uma grande variedade de habitats na América do Sul, na América Central e no México, além de uma população invasiva recém-criada na Flórida. Elas podem atingir até 4 metros de comprimento e pesar mais de 20 quilos.

Outras pessoas estão lendo

Reprodução

Jiboias são ovovivíparas, o que significa que incubam seus filhotes internamente durante de 5 a 8 meses e depois dão a luz. O tamanho médio da ninhada é de 25 filhotes, com um recorde de mais de 60.

Desenvolvimento

Os filhotes de jiboia, que se assemelham a pequenos adultos, são independentes desde o nascimento. A mortalidade por predação é alta enquanto as cobras são jovens. Elas atingem a maturidade em três anos.

Crescimento físico e troca de pele

Como outras cobras, as jiboias mudam toda sua pele regularmente ao longo de suas vidas para acomodar o crescimento do corpo e para se livrar de parasitas. A nova pele já vem formada abaixo da velha.

Ciclo de vida da jiboia
Cobras trocam de pele para crescer (snake image by Andrii IURLOV from Fotolia.com)

Hábitos alimentares

Jiboias são caçadoras de emboscada, o que significa que ficam em silêncio à espera de que as presas passem. A maioria delas se alimentam de morcegos, aves e mamíferos de pequeno e médio porte, apertando a presa até a morte e engolindo-a inteiramente.

Ciclo de vida da jiboia
Os morcegos são uma iguaria para jiboias (fruit bats 3. image by mdb from Fotolia.com)

Comportamento e características

Elas vivem sozinhas em grandes territórios, caçando à noite ou ao amanhecer e ao anoitecer. A digestão de uma grande refeição pode levar uma semana inteira. Jiboias têm um forte senso de olfato e boa visão.

Tempo de vida

Jiboias adultas têm poucos predadores naturais. De acordo com a National Geographic, elas vivem de 20 a 30 anos na natureza.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível