As classificações de relevo e paisagem

Escrito por ethan shaw | Traduzido por laís ferenzini
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
As classificações de relevo e paisagem
Você pode definir o terreno mundial ao nível de relevo ou paisagem (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Todo mundo tem experiência com relevos, mesmo que não saiba identificá-los pelos termos técnicos geológicos. A colina no meio da cidade, a ravina que corta o parque, as planícies vistas da janela de um avião – eles podem ser marcantes, misteriosos, bonitos ou agourentos dependendo do observador. Uma paisagem em muitos casos é ainda mais subjetivamente definida. No entanto, geógrafos, geólogos e ecologistas muitas vezes classificam os méritos de relevos e paisagens sob critérios muito mais específicos.

Outras pessoas estão lendo

Relevos e paisagens

Relevos são expressões da topografia do planeta; todas as partes expostas do globo são de um ou outro tipo de relevo. Geógrafos físicos consideram relevos em uma variedade de escalas. Acidentes geográficos de primeira ordem, por exemplo, englobam aspectos como oceanos e continentes, enquanto desabamentos de pedras ou morenas glaciais constituem formas de relevo em pequena escala. Paisagens incluem cenas físicas inteiras, não apenas o relevo por si só, mais também a vegetação e o desenvolvimento humano.

Tipos de relevo

Montanhas, planícies, desfiladeiros, pináculos, cuestas, deltas e planaltos são exemplos de formas de relevo. Distinções entre certos tipos de relevo são frequentemente vagas. Enquanto um geólogo pode afirmar que um cume com mais de 300 mil metros é uma montanha, e não uma colina, topônimos regionais em todo o mundo incluem inúmeras exceções. Dois relevos com o mesmo nome e aparência geral podem dever as suas existências a processos geológicos bastante diferentes. Tanto um forte rio, quanto os espasmos de uma falha tectônica podem produzir um penhasco íngreme. O cume de uma montanha pode ter sido uma camada de rocha subterrânea, agora exposta como um local alto devido à erosão das camadas menos resistentes. Mas também pode ser um cone vulcânico, construído por repetidas erupções de rocha fundida vindas dos subterrâneos da crosta terrestre. Forças tectônicas tendem a configurar o material para os relevos, que por sua vez são esculpidos por agentes como a água (incluindo o gelo), vento e gravidade.

Paisagens ecológicas

Enquanto geólogos se concentram em relevos e suas origens (uma área de estudo chamada geomorfologia), ecologistas frequentemente consideram estes mesmos relevos dentro de um contexto de paisagem ecológico mais amplo. A extensão de uma montanha funciona como uma ótima ilustração. É uma coleção de relevos, de serras e picos aos pés da montanha fornecendo uma base estrutural na qual se desenvolvem paisagens ecológicas. Ecologistas frequentemente medem estas associações por meio da vegetação. Enquanto matagais abertos ou savanas podem vir a encobrir os flancos da montanha – consistindo de relevos como encostas salientes ou leques aluviais – áreas de cobertores florestais medianos imperam na elevação dos declives. Já nas alturas, o frio, a neve e os ventos do topo das montanhas limitam a paisagem ecológica a tundra alpina, paredes de rocha, árvores retorcidas e campos de gelo.

A importância da classificação

A classificação tanto das paisagens quanto dos relevos ajuda a compor as suas importantes e práticas implicações . Planejadores querem saber qual é o tipo de relevo dos terrenos em que eles estiveram supervisionando a construção de edifícios, porque algumas topografias – como por exemplo, a planície aluvial de um vale de um grande rio, ou uma parede de um desfiladeiro íngreme com sedimentos instáveis – são arriscadas para a construção. Definir uma paisagem do ponto de vista ecológico permite discernir sistemas interligados para efeitos de gestão, das fronteiras de uma bacia hidrográfica às rotas migratórias dos animais.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível