Coisas que artistas devem ter em seus contratos com suas gravadoras

Escrito por simon foden Google | Traduzido por lara scheffer
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Coisas que artistas devem ter em seus contratos com suas gravadoras
Por trás de todo representante sorridente de uma gravadora está um grande departamento jurídico (Creatas Images/Creatas/Getty Images)

Um contrato com uma gravadora não garante sucesso ou riqueza, mas é um sinal de que alguém está disposto a investir em você. As negociações de um contrato podem ser complexas — é por isso que você contratou um advogado para ajudá-lo. Embora os contratos sejam instrumentos complexos, eles devem possuir alguns elementos básicos. Familiarize-se com as coisas que os artistas devem ter em seus contratos com gravadoras antes de assinar na linha pontilhada.

Outras pessoas estão lendo

Prazo

O prazo de um contrato é definido de duas maneiras. Você geralmente assina um contrato com uma gravadora por uma quantidade mínima de álbuns ou uma quantidade mínima de anos, a que for maior. O número de álbuns estipulado em um contrato de gravadora é uma obrigação da sua parte, mas uma mera opção para a empresa. Isso significa que a gravadora pode usar a opção de lançar mais álbuns. Sem um prazo definido, a empresa tem o direito das suas músicas por quanto tempo quiser.

Coisas que artistas devem ter em seus contratos com suas gravadoras
Prince desistiu do seu nome depois de uma disputa contratual com a Warner Bros (Kevin Winter/Getty Images Entertainment/Getty Images)

Definições

A seção de definições de um contrato precede o corpo do mesmo. Isso estabelece o significado dos termos importantes que são referidos no documento. Essa seção é extremamente necessária; se não, seu contrato pode ser redigido tão ambiguamente que você não conseguiria nem entendê-lo, muito menos cumprí-lo. Frases e palavras que aparecem nessa parte incluem "cumprir", "gravações", "padrão comercial", "lançamento", "território" e "representativo".

Coisas que artistas devem ter em seus contratos com suas gravadoras
Robbie Williams assinou um grande contrato com a EMI em 2002 (Andreas Rentz/Getty Images Entertainment/Getty Images)

Taxa de royalty

Seus pagamentos são feitos em royalties, que são, essencialmente, uma porcentagem dos lucros depois do custo. As taxas de royalty podem variar de 5% para um artista novo até mais de 50% para uma grande estrela. Essa taxa reflete a quantidade de investimento necessária para "lançá-lo" como um artista e também o quanto a gravadora o quer. Se sua taxa de royalty não estiver estipulada claramente no contrato, será impossível para você saber se está recebendo a quantidade correta.

Direito de término

Tanto você quanto a gravadora terão uma cláusula determinando as circunstâncias nas quais o contrato pode ser quebrado. Sua cláusula deve autorizá-lo a terminar o contrato se a gravadora não cumprir suas obrigações contratuais, fechar ou descumprir as leis. Por exemplo, o chefe da gravadora ser condenado por subornar rádios deve ser passível de quebra do contrato.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível