Colchão de espuma de poliuretano versus espuma de látex

Escrito por elizabeth burns | Traduzido por thiago andre scarani
Colchão de espuma de poliuretano versus espuma de látex
Tanto os colchões de látex quanto os de poliuretano podem ser confortáveis e oferecem bom apoio (matratze 1 image by Carmen Steiner from Fotolia.com)

O poliuretano é um material sintético que adiciona conforto e maciez aos colchões convencionais de molas, apesar do aumento da popularidade dos modelos que usam apenas esta espuma. O látex é conhecido por sua durabilidade e é uma escolha comum entre as pessoas que levam o meio ambiente em conta, pois é um material biodegradável. Ambos os tipos de colchões atendem às demandas de conforto e maciez, então a qualidade e a longevidade são considerações importantes durante a escolha do material.

Látex

O látex é feito da seiva da seringueira, o que faz com que os colchões feitos 100% de látex sejam hipoalergênicos, pois este material é resistente a bactérias e ácaros. Esses colchões são conhecidos por sua durabilidade -- um modelo de boa qualidade dura 20 anos ou mais. O látex pode ajudar a aliviar os pontos de pressão e as dores articulares, pois se molda ao contorno natural do corpo.

Poliuretano

A espuma de poliuretano pode ser encontrada na maioria dos colchões tradicionais. O sistema de molas oferece o apoio, e a espuma oferece a maciez e o conforto. A maioria dos colchões usa uma combinação de fibras e espuma de poliuretano, apesar de haver alguns modelos feitos exclusivamente dessa espuma.

Conforto

Alguns consumidores preferem o látex, pois por ser orgânico, fica frio no verão e morno no inverno. Pode ser também uma boa opção se você se move muito na cama e perturba seu parceiro, pois isola o movimento. O nível de conforto de um colchão que contém poliuretano é definido pela densidade da espuma. A Associação de Espuma de Poliuretano dos Estados Unidos nota que, cada vez mais, se usa uma quantidade maior de espuma, pois os consumidores têm demandado mais espessura e conforto, e os colchões têm se tornado mais duráveis devido a melhorias nas técnicas de fabricação.

Considerações

Os colchões que possuem poliuretano podem não ser uma boa opção para pessoas que sofrem de asma ou alergias, por ser um material sintético. Um estudo feito pela Universidade de Otago em Wellington, na Nova Zelândia, descobriu que as camas de material sintético possuem níveis maiores de ácaros. As pessoas que não querem esses materiais devem levar em conta que alguns colchões de látex também possuem materiais sintéticos, então eles devem procurar colchões que sejam 100% látex. Um colchão de molas com poliuretano pode ser mais macio e possuir um molejo melhor do que um colchão totalmente de espuma. O site Consumersearch.com diz que os colchões de espuma não são para todos, pois alguns consumidores têm dificuldades para se acostumar com eles. O poliuretano é mais barato que o látex, apesar do preço depender da densidade e da qualidade do poliuretano no colchão.

Suporte

Um colchão de espuma de látex oferece bom suporte e alívio da pressão. O látex volta à sua forma original muito rapidamente, e tem menos tendência a deformar do que os materiais mais baratos. Se estiver considerando um colchão que use apenas espuma de poliuretano, ele poderá não apoiar o corpo tão bem quanto um colchão de látex ou um de espuma que tenha fibras e poliuretano. De acordo com Consumersearch, um colchão de espuma que use o poliuretano, que é mais barato, pode parecer confortável inicialmente, mas ao longo do tempo, o material tende a se degradar e comprimir. Porém, a Associação de Espuma de Poliuretano diz que as novas espumas de "alto desempenho" oferecem melhor suporte e durabilidade, e afirmam que as "melhorias nas espumas nos últimos anos permitem que elas ofereçam o mesmo nível de apoio de um colchão de molas".

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível