Consequências da não reciclagem do plástico

Escrito por robert alley | Traduzido por mariana munhoz
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Consequências da não reciclagem do plástico
No Brasil, boa parte de todas garrafas PETs são recicladas (Jupiterimages/Goodshoot/Getty Images)

Pense nos benefícios da reciclagem do plástico; reverta a situação e você terá as consequências de não reciclá-lo. A reciclagem das garrafas plásticas economiza espaço em aterros, já que uma garrafa leva pelo menos 100 anos para se decompor. Se essas garrafas não são recicladas, elas encherão os aterros, fazendo com que as cidades precisem designar mais terras para os lixões. Mais lixões significam mais poluição do ar e da água na região, sem contar no uso permanente da terra para depósito de resíduos.

Outras pessoas estão lendo

Problemas

De acordo com a Agência Americana de Proteção Ambiental, a quantidade de plástico no lixo produzido passou de 1% em 1960 para 12% em 2009. Traduzindo essa porcentagem para volume de lixo, nós temos 30 milhões de toneladas de plástico no lixo. De todo o plástico de 2009, somente 7% foi reciclado. Esses dados já mostram as consequências de não se reciclar esse material. Eles também destacam o papel que o plástico tem em nossa vida atualmente.

Ele vai além das garrafas e sacolas. O plástico é encontrado em todos os lugares, e a falta de reciclagem causa um grande problema de acúmulo de lixo. O transporte desse plástico gasta energia. O armazenamento dele gasta energia. A fabricação de novo material para substituir o descartado gasta energia e consume recursos naturais.

Garrafas plásticas

Quando o assunto é reciclagem de plástico, as garrafas PET são as primeiras coisas que vêm à cabeça. Quase metade dos 30 milhões de toneladas de lixo plástico, pelo menos 13 milhões, são formados por embalagens. E desse número, a maioria são garrafas plásticas. Em 1976, uma pessoa comum consumia 6 litros de água engarrafada, de acordo com o site Earth911. Em 2006, esse número subiu para 106 litros.

Quanto mais as pessoas bebem de garrafas plásticas, maiores são as consequências da falta de reciclagem. A percentagem de garrafas recicladas ainda é pequena, se comparada com o aumento no número real de garrafas usadas. Como elas demoram muito para se decompor, o problema só se acumula.

Sacolas plásticas

As consequências para a falta de reciclagem das sacolas plásticas vão além do enchimento dos aterros. As sacolas recicladas podem se tornar cercamento de baixa manutenção, materiais de construção, produtos para jardinagem, engradados, cestas de compras e novas sacolas. Se elas não forem recicladas, mais matéria-bruta precisará ser consumida para a produção desses itens.

Economia

Não reciclar o plástico custa dinheiro. A perda dos recursos naturais, o uso de energia, perda de novas vagas de emprego, poluição do ar e da água, acúmulo de lixo, danos ambientais; todas essas são consequência da falta de reciclagem. O planeta e a economia serão beneficiados quando o plástico começar a ser reciclado.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível