Látex e plástico são a mesma coisa?

Escrito por tim mcquade | Traduzido por augusto morgante
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Látex e plástico são a mesma coisa?
Desde meados do século XX, o plástico pode ser encontrado praticamente em qualquer lugar nas nações desenvolvidas (plastic spoons image by timur1970 from Fotolia.com)

Látex e plástico, embora semelhantes, são dois compostos bem diferentes. O primeiro é formado por uma reação química natural em uma árvore, enquanto que o segundo é constituído a partir de um processo utilizando petróleo. Porém, tanto o plástico quanto o látex surgiram como produtos importantes no século XX, e assim permanecem até os dias de hoje.

Outras pessoas estão lendo

Látex

O látex é produzido pela seringueira brasileira, "Hevea brasiliensis". Esse composto químico serve como um revestimento de proteção por baixo da superfície da casca da árvore. Ele é um líquido branco turvo que se assemelha ao leite de vaca. O látex é recolhido através de um orifício ou de um talho feito na casca da árvore que permite que ele flua para fora em um processo que leva várias horas. Ao longo das décadas, um processo de produção cada vez mais moderno - que inclui a adição de conservantes, centrifugação e vulcanização - foi desenvolvido.

Plástico

O plástico é desenvolvido a partir de produtos de petróleo, como óleo ou carvão. O processo inclui a ligação de moléculas de um monômero utilizado como matéria-prima para criar um polímero. Esse polímero deve, em seguida, passar por um processo de produção separado como, por exemplo, a adição de produtos químicos para a obtenção das características desejadas, como flexibilidade ou rigidez. Plásticos são usados em quase tudo, desde brinquedos e carros até equipamentos médicos e embalagens de alimentos. Eles têm desempenhado uma função complexa e decisiva no progresso do mundo desenvolvido.

História

Nas duas últimas décadas do século XIX, a Grã-Bretanha criou e cultivou plantações de borracha na Malásia com a seringueira brasileira. No século XX, o processo de produção foi aperfeiçoado mediante o uso de aditivos químicos, particularmente com o uso da amônia, que auxiliava a preservar o látex.

Os plásticos foram feitos a partir do petróleo pela primeira vez na década de 1930, e isso permitiu que passassem a ser fabricados com mais rapidez. A 2ª Guerra Mundial foi o palco de um grande incremento na produção de plástico e, na década de 1980, esse material passou a ser onipresente.

Problemas com o látex

Embora o látex e o plástico tenham se tornado importantes compostos para a sociedade, problemas associados ao uso de ambos os produtos se tornaram evidentes. Por exemplo, da mesma maneira como algumas pessoas adquirem alergia a compostos presentes na natureza, como em amendoins, frutos do mar ou picadas de abelha, algumas pessoas podem desenvolver uma alergia ao látex. Acredita-se que menos de 1% das pessoas sejam alérgicas a ele. Esses indivíduos não podem tocar o material ou utilizar luvas ou preservativos produzidos a partir dele sem que desenvolvam uma reação alérgica.

Problemas com o plástico

Devido a sua relativa ubiquidade, o plástico pode causar sérios problemas à saúde e ao meio ambiente. Alguns produtos químicos adicionados ao plástico durante o processo de produção, como os ftalatos, podem lixiviar para os seres humanos ou para o meio ambiente. Ftalatos têm sido conhecidos como causadores de problemas no sistema endócrino e alguns países estão começando a proibir sua utilização em brinquedos para crianças. Devido à sua degradação lenta, esses produtos químicos oferecem ainda riscos ambientais, causando problemas sérios à fauna marinha e terrestre. De acordo com o site LifeWithoutPlastic ("Vida sem plástico", em tradução livre), "a evidência de riscos à saúde causados por certos tipos de plástico tem aparecido de maneira crescente em periódicos científicos reconhecidos e revistos por pesquisadores".

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível