Saúde

Como se contrai HIV/Aids

Escrito por sarah rigg | Traduzido por dani souza

Outras pessoas estão lendo

Como se contrai HIV/Aids

Informações para evitar o contágio

morguefile.com | taliesin

Exposição ao HIV

Quando os fluidos corporais de um portador do Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV na sigla em inglês) entram em contato com um ferimento aberto ou uma mucosa, corre-se o risco de uma invasão do vírus. Alguns dos comportamentos que podem resultar em exposição ao HIV incluem sexo vaginal ou anal, ou o compartilhamento de agulhas com outros usuários de drogas injetáveis. Profissionais da saúde podem acabar se expondo ao vírus se forem atingidos por agulhas infectadas, e mulheres grávidas podem passá-lo a seus filhos no útero, durante o parto ou amamentação. O HIV normalmente entra no corpo por introdução direta no aparelho circulatório, como por exemplo em perfurações por agulhas, ou pelas membranas mucosas. O coito é um dos métodos de transmissão mais comuns, pois a pele dos genitais é fina e coberta de vasos sanguíneos. A fricção do intercurso sexual causa micro-rupturas, que permitem ao HIV invadir a corrente sanguínea.

O HIV contamina as células

Depois que o vírus adentra o corpo, ele contamina as células do sistema imunológico. Mais especificamente, o HIV ataca as células T e CD4, dois tipos de leucócitos que ajudam a combater infecções. Uma vez dentro da célula hospedeira, o vírus se multiplica muitas vezes e se espalha pelas células próximas. Através desse processo de multiplicação, as células do sistema imunológico vão lentamente sendo destruídas.

A infecção se desenvolve como AIDS

Aids é a sigla para síndrome de imunodeficiência adquirida, em inglês. É uma condição em que o sistema de defesa do organismo se torna tão enfraquecido que não é capaz de combater infecções. O tempo entre a exposição ao HIV e o desenvolvimento da aids pode variar de alguns meses a muitos anos, dependendo de muitos fatores, que incluem a cepa do vírus que a pessoa adquiriu, a própria química corporal da pessoa infectada, e quão cedo o tratamento é começado a partir do momento da infecção, além do tipo de tratamento antiviral que é utilizado. Eventualmente, depois que o vírus tiver eliminado uma quantidade suficiente de células CD4, a pessoa é diagnosticada com aids. Nesse ponto, as defesas do corpo do paciente estão tão comprometidas que ele não é capaz de combater parasitas, bactérias e vírus que um sistema imunológico saudável elimina normalmente. A contagem de células CD4 é considerada normal com mais de 500 por centímetro cúbico de sangue, e uma contagem de 200 ou menos é considerada evidência de que a condição do paciente evoluiu para aids.

Não deixe de ver

Comentários

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível

Direitos autorais © 1999-2014 Demand Media, Inc.

O uso deste site constitui plena aceitação dos Termos de Uso e Política de privacidade de eHow. Ad Choices pt-BR

Demand Media