Convulsões caninas em filhotes

Escrito por sarah arnette | Traduzido por raquel l. pontes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Convulsões caninas em filhotes
Filhotes saudáveis às vezes podem apresentar convulsões, mas isto não significa que eles não possam viver uma vida feliz (Black puppies image by diter from Fotolia.com)

Convulsões em filhotes podem ser eventos terríveis. Elas podem assustar tanto os donos quanto, obviamente, os próprios cachorros. Embora convulsões possam ser traumáticas, elas não sinalizam o fim de uma vida feliz e saudável para o cachorrinho. Com vigilância e cuidados apropriados, um filhote que sofre de convulsões pode ser um cachorro feliz e produtivo.

Outras pessoas estão lendo

Sintomas

Os sintomas de convulsões em filhotes variam, assim como as próprias convulsões. A maioria delas ocorre como uma tremedeira ou convulsão do corpo do filhote. Em alguns casos, ela pode ser localizada ou focal e apenas uma parte do cachorro treme ou é afetada. Em algumas convulsões moderadas, elas manifestam-se como um "olhar perdido" do filhote. Saliva ou baba em excesso podem ser associadas com convulsões, assim como evacuação descontrolada. Filhotes também podem esconder-se ou procurar seus donos antes de uma convulsão.

Causas

Há muitas causas para convulsões. A mais comum em filhotes pode ser por conta de um ferimento. Os cachorrinhos são conhecidos por brincar de maneira bruta e um filhote pode machucar a cabeça durante uma brincadeira, potencialmente causando a convulsão. A epilepsia também é uma condição comum que causa convulsões em filhotes, assim como doenças. Há algumas toxinas e alergias que também pode causar este problema.

Tratamentos

Dependendo da causa da convulsão, o tratamento pode variar de uma mudança na dieta e medicação anticonvulsiva a tratamentos com antídotos desintoxicantes. Se a epilepsia ou alguma doença for a causa das convulsões, uma medicação anticonvulsiva pode ser prescrita. Porém, esta medicação pode ter efeitos colaterais, então, alguns donos de filhotes não acham que ela é necessária. Se a condição for atribuída a algum trauma, o filhote pode ser medicado com esteroides para ajudar na recuperação do ferimento. Se este ferimento não se curar totalmente, a medicação anticonvulsiva pode ser usada. Tratamentos de toxinas incluem lavagens do estômago com carvão, lavagens gástricas e antídotos para o veneno em questão. Convulsões causadas por alergias são geralmente tratadas trocando a comida do filhote ou fornecendo a ele enzimas e probióticos suplementares.

Segurança

Se o seu filhote estiver convulsionando, é importante proteger-se e proteger o cachorro. Lembre-se, um filhote em convulsão não é capaz de controlar os próprios movimentos. É importante que você não coloque a mão perto da boca do cachorro, pois ele pode mordê-la. Não há como o filhote engolir a própria língua ou machucar-se com mordidas. Se o cachorrinho estiver em um lugar perigoso, como perto de escadas ou perto de uma mesa com coisas que possam cair em cima dele, mova-o pela parte traseira, ficando longe da boca.

Prognóstico

O prognóstico para um filhote que sofre de convulsões é bom. Embora ele possa sempre sofrer estes ataques, eles geralmente não são fatais. Muitos filhotes vivem bem e bastante, mesmo ainda tendo convulsões. Uma vida feliz com convulsões apenas requer vigilância extra por parte do dono para notar quando o cachorro terá uma e mantê-lo fora de perigo.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível