Os costumes dos judeus ortodoxos

Escrito por derek m. kwait | Traduzido por ana rodrigues
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Os costumes dos judeus ortodoxos
Vestir um solidéu não é uma lei, mas um costume judeu profundamente enraizado (Hemera Technologies/PhotoObjects.net/Getty Images)

Um judeu ortodoxo é alguém que acredita que a Torá literalmente veio do Monte Sinai e que toda a lei judaica está ligada a todas as gerações, mas nesse âmbito são muitas escolas de pensamento. Um dos maiores debates é sobre os costumes. Muitos insistem em manter os costumes do velho mundo em tempos modernos, outros são mais flexíveis. Cada família ortodoxa e comunidade tem costumes especiais, mas alguns são quase universais.

Outras pessoas estão lendo

Vestimenta

Tecnicamente não existe nenhuma lei que diga que um homem deva cobrir a sua cabeça, mas todo religioso que cobre a cabeça o faz por ser um costume forte. Seitas ortodoxas têm diferentes costumes em relação à cobertura da cabeça: alguns usam solidéus de malha coloridos, outros só usarão os de veludo preto. Entre alguns desses homens, existe um costume separado de utilizar um chapéu de feltro preto, especialmente no sábado ou em dias santos ou durante a oração. Mulheres ortodoxas casadas cobrem os cabelos, algumas com perucas e outras com lenços.

Upsheirn

Muitos judeus hassídicos e sefarditas, ou do Oriente Médio, têm o costume de dar um filho seu para o primeiro corte de cabelo em seu terceiro aniversário em uma cerimônia chamada "Upsheirn" por Chassis ou "Chalakah" por Sephardic. O costume teve sua origem a partir de Levítico 19:23-25​​, o qual proíbe o consumo de frutas de uma árvore em seus três primeiros anos formando a base do costume. Após a cerimônia, a educação judaica formal do menino começa. As Upsheirns são tradicionalmente realizadas em B'Omer Lag, o primeiro dia durante o luto do período do Ômer quando a lei judaica permite cortes de cabelo.

Não ao toque

Observadores de shomer negiah, literalmente "guardam o toque", não o fazendo sobre os membros do sexo oposto de modo algum fora de sua família imediata e médicos. A base é Levítico 18:19 que proíbe tocar uma mulher menstruada; e que hoje é visto como uma barreira contra a excitação da luxúria. Embora todas as autoridades concordem com essa proibição incluindo mãos dadas, abraços e beijos, existe um debate em curso sobre o aperto de mãos para fins comerciais.

"Águas finais"

A lei judaica manda que homens e mulheres ritualmente lavem as mãos antes de comer o pão como uma lembrança de uma cerimônia nos templos destruídos. Alguns homens judeus costumam lavar as mãos novamente após a refeição em um ritual chamado de "mayim akhronim", traduzido como "águas finais." Algumas razões populares para isso incluem: Querer ter as mãos limpas antes de dizer o nome de Deus na graça após as refeições, e continuar a prática talmúdica de lavar o sal de Sodoma, o que poderia deixá-lo cego.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível