Como criar acarás-disco com tetras-neón em um tanque

Escrito por alex burgess Google | Traduzido por marla maisonnett
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

O acará-disco e o tetra-néon são oriundos da mesma região do Rio Amazonas e ambas espécies nadam juntos na natureza, o que os torna uma escolha natural para companheiros de tanque. Independente da enorme diferença de tamanho, eles podem viver pacificamente em um tanque do tamanho apropriado devido à seu relacionamento simbiótico. Crie um acará-disco em um cardume de pelo menos quatro peixes com um grupo de 12 tetra-néon ou mais em um tanque bem plantado.

Outras pessoas estão lendo

Montando o aquário

Escolha um tanque adequado ao tamanho e quantidade de peixes usando uma calculadora on-line de peixes e instale um filtro de copo de tamanho adequado e um aquecedor termostático. Cultive amazonenses ou plantas artificiais de forma semelhante em seu tanque em um substrato de cascalho para criar esconderijos. Mantenha uma temperatura de aproximadamente 26 a 28 ºC para que seja ideal para ambas espécies. O acará-disco precisa de água ácida para sobreviver e um nível de entre 5,4 e 7,4 de pH é aceitável. Já o tetra-néon sobrevive com um pH de 5,0 a 7,0, portanto, uma leitura de 6,5 a pH 7,0 é o ideal.

Compatibilidade

Os acarás-disco são peixes tímidos e precisam de vários esconderijos, além de áreas onde possam nadar livremente. Os tetras-néon muitas vezes são conhecido como peixes hesitantes, pois nadam frente e trás em cardume em águas abertas. Esse comportamento tem um efeito calmante em peixes grandes e tímidos como os acarás-disco. Eles vêem peixes pequenos e mais fracos se comportarem corajosamente, então assumem que o ambiente é seguro para eles e passam para a frente do tanque. Em troca, quando os tetras-néon nadam com um cardume de discos, predadores os ignoram devido à sua proximidade com grandes ciclídeos.

Escolhendo os peixes

Depois que os discos tem cerca de 2,5 cm de diâmetro e comem bem, você pode transferi-los de um tanque de criação para um tanque de exibição e criá-los com outros peixes, como os tetras. O tamanho é essencial para criar discos exitosamente em um grupo, portanto se comprar discos jovens em uma loja de animais, escolha peixes com o mesmo tamanho. Se um peixe for significativamente maior que os outros, ele exibirá um comportamento dominante e agressivo aos outros discos no aquário. Mantenha um cardume de pelo menos 4 a 6 discos para evitar a intimidação ou a agressão dentro do grupo.

Alimentação

Alimente-os com uma dieta variada de alimentos frescos, congelados e em flocos ou peletizados. Larvas de mosquito preto ou vermelho e camarão de água salgada são ricos em proteínas e caroteno em camarão de água salgada realça a cor dos discos. Alimentos comerciais para discos têm todos os nutrientes essenciais necessários para seu crescimento. Comida normal para ciclídeos também é adequado e é comercializada em diferentes tamanhos para dar aos peixe conforme eles forem crescendo. Se você não quiser comprar comida separada para os tetras, esmague 2 ou 3 ciclídeos peletizados e polvilhe no aquário para que o alimento seja pequeno o suficiente para suas bocas.

Comunidades de peixes a serem evitadas

É possível criar discos com tetras em um aquário comunitário com outros peixes não-agressivos, mas existem algumas espécies que se deve evitar. Discos são peixe ciclídeos, mas devido à sua natureza pacífica nunca deve-se criá-los com ciclídeos mais agressivos.Os acarás podem carregar e transmitir doenças aos acarás-discos de modo que devem ser evitados. Não crie discos com peixes que se alimentam de algas com catostomus latipennis (sucker mouth). Muitas dessas espécies gostam de comer a capa de lama dos acarás-disco e juntar-se ao corpo do peixe, o que causa dor aos discos. Se você pretende aumentar seu cardume de disco e tetra com outros peixes, procure orientação em um site verificador de compatibilidade de peixes.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível