Como criar uma matriz de probabilidade e impacto

Escrito por mark koltko-rivera | Traduzido por elia regina previato
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como criar uma matriz de probabilidade e impacto
Uma matriz ajuda as empresas a determinar como planejar o risco (Jupiterimages/BananaStock/Getty Images)

A matriz de risco de probabilidade e impacto é uma representação gráfica bidimensional dos riscos frente a uma determinada organização ou entidade, de um único indivíduo à população global. A probabilidade de um evento é em função do seu potencial de impacto negativo.

Outras pessoas estão lendo

Instruções

    Preparação

  1. 1

    Decida o tipo de informação que será colocada na sua matriz. Pode-se usar dados de pesquisas anteriores ou fazer uma pesquisa com pessoas esclarecidas. Em uma pesquisa, pode-se pedir às pessoas que classifiquem o impacto e a probabilidade em uma escala verdadeiramente quantificável. Por exemplo, "Quanto dinheiro a empresa perderia?" ou "Qual é a probabilidade, de 0 a 100%, de que isso ocorra dentro de um prazo de cinco anos?". Alternativamente, em uma pesquisa, você pode pedir às pessoas que classifiquem o impacto em uma escala pessimista. Por exemplo, "Classifique o impacto negativo desse evento em uma escala de 0 a 10, em que 0 signifique sem impacto nenhum e 10, uma catástrofe".

  2. 2

    Decida o tamanho da matriz. A mais simples é 2 x 2, com níveis de impacto e de probabilidade altos e baixos. A 3 x 3 envolve três níveis para o impacto e a probabilidade: alto, moderado e baixo. Algumas matrizes usam ainda mais níveis.

  3. 3

    Liste todos os eventos a serem inseridos na matriz de risco (por exemplo, "não conseguem obter patentes", "ataque terrorista"). Faça uma tabela de coordenadas de eventos com cinco colunas. Chame a primeira de "Evento", escrevendo nela todos os eventos que listou. Chame a segunda de "Impacto", a terceira de "Probabilidade", a quarta de "Setor de impacto" e a quinta de "Setor provável".

  4. 4

    Reúna dados de impacto e probabilidade para cada evento. Se usar dados de pesquisa (por exemplo, "Qual é a probabilidade de que o evento 'X' ocorra?"), calcule a média dos dados da pesquisa para uma única figura. Se usar dados de pesquisas anteriores, será necessário algum método (como média ponderada) para chegar a um único valor para a probabilidade e o impacto de cada evento.

  5. 5

    Digite os dados finais para o impacto e a probabilidade de cada evento na tabela "Coordenadas do evento". Coloque os dados nas colunas "Impacto" e "Probabilidade", respectivamente.

  6. 6

    Determine como categorizar seus dados de impacto. Se tiver uma matriz 2 x 2, poderá definir um evento como "Alto impacto", acima do ponto médio das suas figuras de impacto. Por exemplo, se o leque de perdas financeiras potenciais for de R$ 0 a R$ 20 milhões, você pode definir a linha divisória entre os eventos "Alto impacto" e "Baixo impacto" nos R$ 10 milhões. Alternativamente, você pode definir a linha divisória arbitrariamente. Por exemplo, talvez quaisquer perdas acima de R$ 1.000 sejam de "Alto Impacto". As mesmas decisões devem ser tomadas para uma matriz de 3 x 3 ou mais níveis. É necessário determinar os limites das áreas de "Alto impacto", "Impacto moderado" e "Baixo impacto". Escreva essas categorizações nas respectivas colunas da tabela "Coordenadas do evento".

  7. 7

    Determine como categorizar seus dados de probabilidade. Se tiver uma matriz 2 x 2, defina um evento como de "Alta probabilidade" para qualquer coisa acima de 50% de probabilidade. Com uma matriz de 3 x 3, divida as faixas de probabilidade igualmente entre as três áreas, de "alta", "moderada" e "baixa". Escreva a categorização dos dados de probabilidade para cada evento na coluna "Setor provável" na tabela de coordenadas do evento.

    Construção

  1. 1

    Desenhe os contornos da matriz de risco de probabilidade e impacto. Este é um gráfico bidimensional, com "Impacto do risco" em um eixo (por exemplo, o eixo y positivo) e "Probabilidade de risco" sendo o outro eixo (por exemplo, o eixo x positivo). Desenhe as categorias decididas anteriormente, na seção 1, passo 2, para os respectivos eixos.

  2. 2

    Coloque os eventos na matriz no setor apropriado. Use as colunas "Setor de impacto" e "Setor provável" da tabela de coordenadas do evento para determinar a posição correta de cada evento na matriz.

  3. 3

    Documente suas escolhas. Nas notas anexadas à matriz, descreva como coletou seus dados para o impacto e a probabilidade do evento (seção 1, passo 4). Descreva os limites das regiões dos eixos de impacto e de probabilidade da matriz (seção 1, passos 6 e 7).

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível