Como criar sanguessugas em um aquário

Escrito por christien aguinaldo | Traduzido por bruno seixas
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como criar sanguessugas em um aquário
Sanguessugas podem ser criadas em aquários como bichinhos de estimação ou isca para pesca (Michael Blann/Digital Vision/Getty Images)

Algumas pessoas se arrepiam e sentem repulsa só de pensar em uma sanguessuga, principalmente por ela sugar sangue. Porém, a medicina moderna usa esses invertebrados para facilitar a colocação de enxertos de pele e de dedos perdidos. Eles também as usam no tratamento de artrite, coagulação sanguínea, varizes e diversos outros problemas associados ao sistema circulatório. Algumas pessoas usam as sanguessugas como isca para pesca e outras as criam em aquários apenas como hobby.

É possível criar sanguessugas em um aquário buscando-as em seu habitat natural ou em alguma loja especializada.

Outras pessoas estão lendo

Habitat natural

As sanguessugas são anelídeos noturnos que podem ser facilmente encontradas em lagoas, lagos e brejos e são mais abundantes durante o verão e a primavera. Por causa do seu comportamento noturno, elas costumas esconder-se em áreas escuras, como, por exemplo, embaixo de pedras e de troncos. Elas são facilmente achadas como detritos no fundo dos lagos.

Aquário

Coloque as sanguessugas em um aquário. Encha-o com dois terços de água para evitar que elas subam por ele e saiam. Cubra o aquário com uma tampa vazada, garanta que ela esteja bem colocada para que não escapem. Uma alternativa é colocar um pedaço de pano sobre a parte superior do aquário e prendê-lo com elástico. Um aquário com capacidade para 37 L pode abrigar 50 sanguessugas. Coloque pedras, areia, conchas e plantas aquáticas para criar um habitat natural e possibilitar que elas também tenham um lugar para esconder-se.

Alimentação

A comida favorita da maioria das sanguessugas são pequenos invertebrados, como lesmas, minhocas e larvas de insetos. Algumas até se alimentam de peixes e ovos de anfíbios. Ao contrário do que a maioria pensa, nem todas as sanguessugas sugam sangue. Algumas espécies se alimentam de larva de mosquitos e matéria orgânica em decomposição. Porém, as espécies que sugam sangue preferem agarrar-se a outros organismos, como peixes, sapos e, em alguns casos, humanos. Ao criar sanguessugas em um aquário, você vai reparar que a alimentação delas é uma das últimas coisas na qual irá se preocupar. Elas comem pouco, alimentando-se apenas uma vez em meses. Dê lesmas semanalmente para a espécie menor que não suga sangue. Coloque uma tartaruga ou um sapo uma vez por mês em meses alternados para as espécies que sugam sangue. Carne moída crua uma vez a cada seis meses também ajuda na nutrição das sanguessugas de aquário.

Cuidados

Não deixe as sanguessugas em água clorada. Substancias como o cloro e o bronze podem ser prejudiciais. Use a água do próprio lugar que as encontrou, água mineral ou água da torneira, desde que não tenha cloro, para que elas vivam mais. Não use água destilada, já que seu alto nível de pureza pode afetar negativamente o metabolismo das sanguessugas. Troque a água regularmente, substituindo apenas de 25 à 50 porcento da água do aquário a cada três ou seis dias, ou quando ela parecer suja. Luz direta ou artificial e mudanças bruscas na temperatura podem ser prejudiciais também.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível