Como criar subtexto em diálogo

Escrito por contributing writer | Traduzido por pina bastos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como criar subtexto em diálogo
Nem tudo é dito claramente (Medioimages/Photodisc/Photodisc/Getty Images)

Um bom diálogo deve fazer mais do que desenvolver o argumento. As pessoas reais nem sempre declaram o que realmente querem dizer ou o que sentem, mas falam em código. Por isso, os personagens que você criar devem fazer o mesmo. Aqui estão alguns passos para lhe mostrar como incorporar esse código -- chamado de subtexto -- ao diálogo dos seus personagens.

Nível de dificuldade:
Moderadamente fácil

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Defina os desejos dos personagens. Ao escrever uma história, é extremamente importante saber o que motiva um personagem, pois é isso que dirigirá o argumento. Mas isso também criará um meio para trabalhar o subtexto no diálogo. O que ele realmente quer dizer e sente vem diretamente desses desejos, e quando você o coloca em uma situação determinada -- quer essa situação lide diretamente ou não com os desejos do personagem -- é possível inserir significado de subtexto nessa conversa.

  2. 2

    Crie uma cena ou um evento que estabeleça o pano de fundo para o significado do subtexto. Este significa que, na superfície, a cena pode parecer significar uma coisa, quando na verdade significa outra inteiramente diferente. Para criar subtexto no diálogo, você precisa determinar sobre o quê é a cena. Por exemplo, uma mulher que está indo morar com o namorado, mas tem dúvidas a respeito deste importante passo no relacionamento. Essas dúvidas são trazidas à superfície, mas estão no subtexto da cena. Portanto, o que a mulher diz durante essa cena vai se referir ao significado subtextual.

  3. 3

    Crie uma conversa entre os personagens. Faça-os falar. A discussão na cena deve cobrir o assunto de que trata ostensivamente a ação. Por exemplo, se a mulher está se mudando para o apartamento do namorado, crie um diálogo entre os dois no qual eles discutam exatamente isso. Eles podem conversar sobre onde colocarão os pertences da namorada, quanto do espaço no armário ela precisará para as roupas, ou se o namorado deve se livrar das próprias coisas para dar lugar para as coisas dela. Embora essas discussões sejam normais em vista da situação, elas também podem fornecer ocasião propícia para subtexto.

  4. 4

    Sugira algo inteiramente diferente do que os personagens estão dizendo. No exemplo acima, a mulher e o namorado podem discutir o espaço no armário. A mulher observa quão pequeno é o espaço e se pergunta se haverá lugar suficiente para suas roupas. O namorado tenta convencê-la de que haverá, mas ela ainda não está convencida. "Não há espaço suficiente", diz ela. "Na verdade, todo esse apartamento de repente parece menor." O namorado responde: "Meu apartamento não mudou. Não é nem maior nem menor do que da última vez que você veio para cá." "Eu sei", diz a mulher. "Isso é que é tão estranho." Aqui, a mulher não afirma diretamente as próprias dúvidas sobre o relacionamento, mas elas se refletem nas suas observações sobre o apartamento.

  5. 5

    Use um símbolo ou uma metáfora na sua história ou cena e faça os personagens falarem sobre isso. Já que o símbolo refletirá o significado mais profundo da história, as reações dos seus personagens a ele estarão refletidas no subtexto do diálogo. O apartamento é um exemplo: é uma metáfora para o namoro dos dois. Representa a virada séria que o relacionamento adquiriu e as reações da mulher a esse fato refletirão a mudança dos seus próprios sentimentos em relação a isso. Quando ela declara que o apartamento ficou menor, na realidade está se referindo aos seus sentimentos pelo namorado.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível