Crise urêmica em cães com insuficiência renal

Escrito por susan lee | Traduzido por vivian rocha
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Crise urêmica em cães com insuficiência renal
Você pode dar uma melhor qualidade de vida para o seu cão que está sofrendo com crises urêmicas e insuficiência renal (black puppy image by Cherry-Merry from Fotolia.com)

A insuficiência renal canina possui vários sintomas em comum com a infecção do trato urinário, embora seja uma condição muito mais grave. Os sintomas podem ser sutis, tornando-se cada vez piores muito rapidamente. A crise urêmica ou envenenamento do sangue é uma consequência da insuficiência renal avançada, uma doença vista mais comumente em cães idosos. Essa doença é causada por uma insuficiência renal descompensada, quando o seu cão não pode mais beber água para remover os resíduos metabólicos, os quais acumulam-se no corpo, alterando o equilíbrio dos eletrólitos. Esta pode ser uma condição com risco de vida, necessitando de atenção imediata e hospitalização.

Outras pessoas estão lendo

Uremia

A crise urêmica acontece quando a insuficiência renal estiver em uma fase avançada e não conseguir mais filtrar a ureia (resíduos do corpo), causando envenenamento do sangue. Como a função do tecido renal foi reduzida em cerca de 75 por cento, o rim não pode concentrar a urina e eliminar os resíduos nitrogenados do sangue. A uremia é o resultado da acumulação desses resíduos tóxicos no corpo, quando os rins já perderam a capacidade de regular a concentração de hidrogênio, sódio, potássio, fosfato e outros eletrólitos nos fluidos corporais do seu cão. Seu animal pode também tornar-se anêmico devido à produção insuficiente de glóbulos vermelhos.

Sinais de uremia

Os sintomas de crise urêmica são letargia, falta de coordenação, perda de apetite, vômitos, inchaço na boca e nos membros, feridas ou abcessos na boca, extremo mau hálito, desidratação e anorexia.

Causas

O site "Petwave.com" afirma que a verdadeira causa de insuficiência renal crônica e crise urêmica ainda não foi determinada conclusivamente. Cães de idade avançada são mais propensos à doença e a genética também parece estar relacionada. Cães de qualquer idade, raça e sexo podem desenvolvê-la. Há outros fatores que contribuem para a crise urêmica e insuficiência renal, tais como venenos que destroem as células renais, distúrbios renais congênitos, episódios anteriores de insuficiência renal aguda, obstrução crônica do trato urinário, nefrotoxicidade causada por drogas, doença renal policística, linfoma e diabetes mellitus.

Tratamento

O objetivo do tratamento é aliviar os sintomas. Hospitalização seria necessária, para que a equipe médica possa começar a fluidoterapia intravenosa agressiva. É fundamental liberar o acúmulo de resíduos tóxicos que estão no organismo do seu cão. Quando a desidratação tiver sido tratada, os fluidos podem continuar por via subcutânea. Medicamentos podem ser prescritos se houver acidez gástrica, hipertensão e anemia. Se a diálise estiver disponível, o procedimento pode prolongar a vida do seu cão com mais conforto. Seu objetivo principal na escolha do tratamento é manter uma melhor qualidade de vida.

Cuidados em casa

Seu veterinário pode exigir que você continue a injetar fluidos no seu cão por via subcutânea em casa. A fim de evitar crises urêmicas e acumulação de ureia, é bom realizar alterações na dieta, como é sugerido no site "vetinfo.com". Uma redução de proteínas e fosfato de sódio e um complemento de omega-3, cálcio e de vitamina D é o básico. Como sempre, certifique-se que seu cão tenha água disponível todo o tempo.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível