Como cuidar de corais macios

Escrito por robert spearing | Traduzido por jorge s. dias
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como cuidar de corais macios
Corais moles vêm em uma variedade de cores (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

O termo "corais moles" refere-se ao filo Cnidaria, que inclui os corais urticantes, como a água-viva, pennatulaceas e anêmonas. Corais macios são distinguidos pelos seus esqueletos moles internos, que não produzem o carbonato de cálcio encontrado em outros corais. Portanto, eles não são do tipo que se propaga em recifes. Corais moles são facilmente coletados na natureza para aquaristas de recifes, mas também crescem rapidamente em cativeiro. Divisão e aquicultura de corais moles em cativeiro é uma forma, ambientalmente consciente, de desfrutar de sua beleza. A maioria dos corais moles seguros para os indivíduos são encontrados em águas rasas. O cuidado apropriado envolve principalmente a compreensão das necessidades das espécies em particular.

Nível de dificuldade:
Moderadamente desafiante

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Equipamentos de monitoramento de temperatura e pH
  • Suplementos minerais
  • Fonte de luz
  • Circulador de água

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Investigue qual o tipo de coral mole mais apropriado para o seu aquário. Se já possuir coral mole em seu tanque, encontre informações referentes ao tipo de coral para ajudar a garantir a saúde dele.

  2. 2

    Complemente seu sistema de recife. Por exemplo, corais moles necessitam de cálcio, iodo, estrôncio e suplementação para o bom crescimento. Certifique-se que os suplementos para um grupo de corais moles não interferem com a saúde de outros grupos dentro de seu aquário. Nem todos os corais exigem os mesmos minerais.

  3. 3

    Mantenha as condições ideais nos tanques. Verifique frequentemente e mantenha a temperatura e os níveis de pH adequados em seu sistema de coral. O coral mole chamado Pluma marinha, por exemplo, requer uma temperatura de 22-25 graus Celsius e um pH de 8.1 a 8.4.

  4. 4

    Ilumine o tanque de forma apropriada. Muitos corais moles dependem da fotossíntese para a sua produção de alimentos, e a iluminação inadequada prejudica essa função. Ajuste a iluminação com base nos agrupamentos de coral presentes, visto que algumas espécies necessitam de luz constante, enquanto outras prosperam em um ambiente com mais sombra.

  5. 5

    Crie condições de fluxo de água adequadas. Essencialmente, os corais não se movem, portanto, crie um ambiente que forneça nutrientes e suplementos. Por exemplo, o cogumelo e o coral couro precisam de um fluxo de água médio, enquanto o coral mão do diabo precisa de um forte fluxo de água.

  6. 6

    Estabeleça o equilíbrio em seu aquário. Trabalhe para construir um ambiente constante, imutável. Introduza novas espécies cuidadosamente ao longo do tempo.

Dicas & Advertências

  • Temperatura inadequada e flutuações de pH contribuem para a má saúde de seu coral mais rápido do que a troca de iluminação.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível