Definição de teoria mimética

Escrito por angeliki coconi | Traduzido por monique oliveira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Definição de teoria mimética
Aristóteles trata a imitação como uma adaptação criativa (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Teoria mimética vem da palavra grega "mimesis", que significa imitação e representação, e afirma que as pessoas são influenciadas umas pelas outras e pelo mundo que as cerca ao criar em diferentes formas. Desde que Platão aplicou a teoria mimética na literatura e separou-a da narrativa, a mimesis deu um significado muito maior à literatura.

Outras pessoas estão lendo

Platão

Platão vê a arte como um imitador do mundo físico em torno dele, que, segundo o filósofo, já é uma imitação da ideia que as pessoas têm deste mundo. Assim, basicamente, ele afirma que um escritor imita as imitações e representa a imaginação e a emoção muito mais do que a razão e a realidade. Por esse motivo, ainda segundo Platão, a mimesis afeta os leitores negativamente por enganá-los.

Aristóteles

Aristóteles discorda de Platão no sentido de que, para ele, imitar o mundo físico não é apenas para copiá-lo, mas sim para adaptá-lo. De acordo com a recepção de Aristóteles sobre a teoria mimética, a imitação é necessária para completar este mundo físico incompleto em que as pessoas vivem. Mas imitação, como ele a vê, é uma criação complexa, uma habilidade que precisa caminhar lado a lado com talento e poder imaginativo. Lodovico Castelvetro e John Dryden apoiam essa opinião e veem a arte do drama como uma imitação clara da vida.

Horácio e Longino

Horácio e Longino veem a teoria mimética funcionar apenas quando ela é deliberada a uma imitação das obras antigas de grandes artistas e escritores. Imitação aqui significa o meio para agradar e entreter os leitores, e esse objetivo é considerado mais importante do que alguém tentando ser original ou copiando o mundo ao seu redor. Para esses filósofos, os escritores deveriam imitar ações e trabalhos de outras pessoas em vez de objetos físicos e ideias.

Plotino

Plotino concorda com Platão sobre sua teoria de que a arte imita a vida, mas ele vai além quando diz que essa imitação não é sem razão ou destacada da realidade. Ao contrário: tudo tem por objetivo final voltar de onde veio, e os escritores imitam o mundo ao seu redor na luta para encontrar seu caminho de volta à sua natureza original.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível