on-load-remove-class="default-font">
×
Loading ...

Quais as diferenças entre a Arte da Idade Média e a da Renascença?

Atualizado em 17 abril, 2017

A Arte da Idade Média, de 500 d.C. até parte do século XV, cresceu a partir de influências do Império Romano e da iconografia da Igreja Católica, enquanto artistas do Renascimento europeu, que teve lugar entre os séculos XV e XVII, encontraram inspiração em textos gregos clássicos redescobertos de poesia, filosofia, matemática e sobre arte da antiguidade. Com artistas já não retirando ideias principalmente da igreja, a Renascença viu a transição da arte para um estilo que tentou imitar a natureza.

"A Criação do Homem", de Michelangelo, foi pintado durante o Renascimento (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Perspectiva linear

O retorno da antiguidade clássica trouxe consigo uma nova apreciação para a matemática e seu uso na arte. A perspectiva linear, um sistema matemático que cria a ilusão de espaço e distância em uma superfície plana, tornou-se uma técnica própria do Renascimento, de acordo com um artigo do Museu da Ciência norte-americano. Ela se originou em Florença, na Itália, no início do século XV, e foi difundida através dos escritos do arquiteto e escritor Leon Battista Alberti.

Loading...

Estilos medievais

Vários estilos de arte surgiram ao longo do milênio que englobou a Idade Média: o do final da Antiguidade, o românico e o gótico são alguns dos períodos desses estilos. O primeiro perdurou até o século IX, moldou o estilo de artistas romanos iniciais, e deu lugar à arte românica que era uma mistura dos estilos islâmico alemão e romano, de acordo com Karen Carr, professor associado de história na Universidade Estadual de Portland. A arte gótica, uma precursora da arte renascentista, começou a tomar conta durante o século XII, e contou com um foco em planos de fundo e multidões em pinturas, além de um aumento na emoção visível nas esculturas.

Arte Renascentista

A ênfase foi colocada em descrições realistas de figuras e objetos na arte durante o Renascimento, de acordo com Christopher Witcombe, professor de História da Arte da Faculdade Sweet Briar. Isto contrasta com as formas formais, rígidas, e representações de criaturas imaginárias utilizadas na arte do período românico da Idade Média. A arte tornou-se também mais fácil de criar e disseminar durante o Renascimento. A imprensa possibilitou que livros, que em anos anteriores tinham que ser feitos a mão, se espalhassem por toda a Europa e inspirassem aqueles que anteriormente não tinham sido expostos às ideias das obras.

O artista

A igreja era geralmente o patrono para a arte encomendada durante a Idade Média, mas durante a Renascença, indivíduos ricos começaram a patrocinar suas próprias obras privadas. Os mecenas da Renascença queriam um trabalho que refletisse o ressurgimento cultural da antiguidade clássica. Os artistas deram aos consumidores o que eles queriam, e os estilos da Idade Média começaram a sumir, de acordo com Witcombe. Os artistas começaram a separarem-se da classe dos artesãos durante o Renascimento, alegando que o uso da ciência e da matemática na arte elevou sua importância e prestígio.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...