Como diagnosticar pré-eclâmpsia na gravidez

Escrito por laura rupert garcia | Traduzido por ana rodrigues
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como diagnosticar pré-eclâmpsia na gravidez
A gravidez é um momento alegre, mas pode haver muitos sinais sintomáticos de problemas pela frente (Jupiterimages/BananaStock/Getty Images)

A gravidez é um momento alegre, mas pode haver muitos sinais sintomáticos de problemas pela frente antes de se tornar perigosa para a mãe ou o bebê. A pré-eclâmpsia é um efeito colateral potencialmente perigoso da gravidez e as futuras mamães precisam saber como identificar a doença nas fases iniciais. O seguinte guia irá mostrar-lhe como diagnosticar a pré-eclâmpsia, assim você pode obter ajuda do seu médico.

Nível de dificuldade:
Moderado

Outras pessoas estão lendo

Instruções

    Como diagnosticar pré-eclâmpsia na gravidez

  1. 1

    A pré-eclampsia é também conhecida como toxemia. Esta é uma condição que mulheres grávidas experimentam que inclui a tensão arterial elevada, assim como grandes quantidades de proteína na urina. Alguns dos sinais indicadores de pré-eclâmpsia incluem o inchaço marcado nas mãos, pernas e pés, especialmente. Pés inchados são comuns na gravidez, mas quando suas mãos e pernas também estão inchadas você saberá que é hora de falar com o seu médico.

  2. 2

    A pré-eclampsia é mais comum, durante o final do segundo trimestre da gravidez, a qualquer momento durante o terceiro trimestre. Pode começar antes disso, mas não é tão comum. Se você tiver os sintomas descritos acima e está em seu segundo ou terceiro trimestre, em seguida, é possível ter os sinais iniciais de pré-eclâmpsia.

  3. 3

    Os médicos não tem certeza sobre o que causa a pré-eclâmpsia, então eles não podem dizer o que exatamente evitar. No entanto, é acreditado que a gordura corporal elevada, a má nutrição, e redução do fluxo sanguíneo para o útero, podem ser causas de forma independente ou em conjunto. Avalie a si mesma, sua dieta, e seus sintomas, para ver se você cai na descrição da pré-eclâmpsia. Se assim for, converse com seu médico imediatamente.

  4. 4

    A pré-eclampsia se transforma em eclampsia se deixada sem tratamento. Isso é muito mais grave, e até mesmo fatal. Se você estiver com os sintomas listados acima, além de convulsões, então você provavelmente tem eclampsia. É muito importante procurar o hospital imediatamente. A morte pode ocorrer durante, antes ou depois do parto com eclampsia, então não ignore os sintomas.

  5. 5

    A pré-eclâmpsia é mais freqüentemente vista em gestações pela primeira vez e em adolescentes e mulheres grávidas com mais de 40. Outros fatores de risco incluem:

    Um histórico de pressão alta antes da gravidez. Histórico prévio de pré-eclâmpsia. Um histórico de pré-eclâmpsia na mãe ou irmãs. Obesidade antes da gravidez. Gestação de mais de um bebê. História da diabetes, doença renal, lúpus, ou artrite reumatoide.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível