Diferenças entre a culinária crioula e cajun

Escrito por riccardo giovanniello | Traduzido por karla marques vollkopf
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Diferenças entre a culinária crioula e cajun
Comida sulista (Jupiterimages/Stockbyte/Getty Images)

Na Louisiana, a comida não é consumida apenas para a nutrição: ela é preparada e ingerida como uma forma de expressão da vida sulista americana, com muita influência francesa. Há duas culturas distintas em Louisiana: a crioula e a cajun, e cada uma usa os seus próprios ingredientes para criar perfis especiais de sabor.

A história

Os crioulos são descendentes dos primeiros colonos franceses e espanhóis (plantadores ricos, em sua maioria). Suas receitas receberam a influência dos gostos europeus, surgindo de grandes tradições europeias. Os cajuns, por outro lado, são descendentes de acadianos francófonos, os refugiados franceses que foram expulsos do Canadá pelos britânicos. A cozinha cajun surgiu em condições adversas, como alimentos para sobrevivência.

Mesmos ingredientes, resultados diferentes

Tanto a comida cajun quanto a crioula dependem muito da "santíssima trindade" dos ingredientes louisianos: pimentão verde, cebola e aipo. A cajun, no entanto, é mais satisfatória, com foco em ingredientes nutritivos, confiáveis e mais comumente encontrados, para encher as pessoas e mantê-las saciadas e ativas. Já a comida crioula oferece uma abordagem mais sutil e refinada.

Qual é qual?

A cozinha cajun se destaca pelo uso de arroz sujo, jambalaia, gumbos e alimentos básicos, como o bagre frito, que são todos pratos simples. A cozinha crioula é associada com pratos mais elegantes, como ostras Rockefeller, Bananas Foster e camarão Remoulade, alimentos mais extravagantes.

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível