Mais
×

Diferenças entre farinha de tapioca e farinha de trigo

Atualizado em 17 abril, 2017

Cozinhar é uma atividade divertida, que pode resultar em um produto delicioso. Muitos ingredientes podem ser usados em assados, e uma das adições mais populares é a farinha de trigo, uma substância feita a partir de ingredientes moídos. No entanto, alergias alimentares podem impedir que algumas pessoas possam comer produtos feitos a partir do trigo, mas muitos substitutos no mercado não contém glúten, como o amido de mandioca e a farinha de tapioca.

Aprenda sobre as diferentes farinhas (Hemera Technologies/PhotoObjects.net/Getty Images)

Tapioca

A tapioca é um ótimo substituto para os amidos tradicionais. É livre de glúten, portanto é apropriada para intolerantes a essa substância. Ela feita a partir dos amidos da mandioca, e geralmente usada como um agente de espessamento em alimentos. A tapioca pode ser transformada em pequenas pérolas e utilizada como pudim. Em algumas cozinhas asiáticas, encontra-se pérolas de tapioca em bebidas e smoothies.

Farinha de amido de tapioca

O amido de tapioca é o amido da mandioca, e é feito a partir da própria planta, não da raiz (ao contrário de farinha de mandioca). Esse amido pode ser usado no lugar da maioria dos similares como espessante. Seu sabor é muito suave e pode ser utilizado cru. Sem o glúten, que é derivado do trigo, alguns assados ​​perdem a sua textura mastigável, mas a adição de amidos e gomas pode melhorar a textura e sabor dos produtos de panificação. O amido de tapioca também é chamado de farinha de tapioca ou fécula de mandioca.

Cozinhando com amido de tapioca

O amido de tapioca é um espessante comum e tem excelentes propriedades de espessamento. É suave e se liga bem com a água, mas não funciona bem como a única farinha em receitas, podendo ser usada com outras farinhas sem glúten, como as de arroz ou batata. Esse amido não resiste bem a altas temperaturas e é bastante insosso em seu sabor. Uma boa mistura de farinhas diferentes pode resultar em assados ​​saborosos.

Cozinhando sem glúten

A razão mais comum para o uso de farinhas alternativas é evitar o glúten, ao qual algumas pessoas são alérgicas. Muitos produtos no mercado são adequados para pessoas que seguem dietas baixas em glúten ou sem ele, que é a parte do trigo que dá ao pão uma textura fibrosa e que pode ser difícil de copiar. Experimentar uma variedade de farinhas e amidos sem esta substância pode lhe ajudar a encontrar uma boa alternativa saborosa que possa ser consumida sem perigo.

.

.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article