Diferenças entre os mecanismos alimentares de ursos polares e ursos pandas

Escrito por nancy hayden | Traduzido por giovana moretti
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Diferenças entre os mecanismos alimentares de ursos polares e ursos pandas
O urso polar é um grande carnívoro (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

O mecanismo de alimentação de um animal é um estudo sobre o que ele come, como ele come e como o corpo lida com o alimento. Esses mecanismos podem ser amplamente variados de uma espécie para outra, até mesmo entre animais relacionados, como os ursos polares e os pandas. Ambas as espécies são classificadas na família Ursidae, ou família dos ursos, mas as duas têm mecanismos de alimentação notavelmente diferentes.

Outras pessoas estão lendo

Dieta

Os ursos polares e os pandas têm dietas diferentes, o primeiro sendo carnívoro e o segundo, vegetariano. A dieta preferida pelo urso polar é composta por grandes mamíferos, como focas e pequenas baleias. Esse animal tem grossas camadas de gordura corporal, que é essencial para sua sobrevivência. Na ausência das presas preferidas, o urso polar vai comer qualquer animal que ele conseguir pegar, bem como vegetações e lixos humanos. O panda gigante é exigente com comida, se alimentando principalmente de apenas 15 variedades de bambu. Em pequenas quantidades, o panda vai comer uma seleta de poucas outras gramíneas, bem como pequenos roedores e cervos-almiscarados jovens.

Encontrando a comida

O urso polar é um caçador feroz que usa sua pelagem branca para se camuflar na neve conforme persegue sua presa. É um animal poderoso que vai morder a cabeça ou o pescoço de uma foca para matá-la. O urso também vai esperar perto da abertura de gelo pela qual a foca respira para pegá-la quando submergir. O panda gigante tem uma técnica de forrageamento mais calma de, principalmente, apenas caminhar em passos lentos pelas florestas de bambu selecionando as variedades preferidas. Os pandas, ao comer, sentam-se como humanos e usam suas patas fronteiras para segurar os talos.

Dentição

A dentição de cada espécie é especializada para sua dieta. O urso polar tem incisivos para fatiar a carne, caninos para pegar a presa e molares pontiagudos para rasgar a carne. O urso não mastiga muito a comida, mas ao invés disso, apenas a rompe em pedaços menores que sejam mais fáceis de engolir. O panda também tem caninos, que ajudam nas raras ocasiões em que ele caça animais, mas seus dentes são muito mais sem corte. Seus molares são mais planos e feitos para esmagar e mastigar o bambu.

Habilidade digestiva

O urso polar é eficiente em digerir a comida por conta de suas altas exigências de energia. Ele pode assimilar 97% da gordura e 84% da proteína que come. O urso pode comer entre 15 a 20% do peso total de seu próprio corpo diariamente. Geralmente, antes da hibernação, o urso vai comer o máximo possível para armazenar gordura. O panda é inadequado à sua dieta, com um sistema digestivo que funciona melhor numa dieta carnívora. Por conta disso, o urso tem que comer de 10 a 16 kg de vegetação por dia. Para maximizar sua dieta, o panda só come a parte mais nutritiva do bambu, se alimentando e fazendo a digestão rapidamente.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível