Diferentes tipos de túmulos egípcios

Escrito por tami mason | Traduzido por lynn blanch
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Diferentes tipos de túmulos egípcios
Os antigos egípcios construíram mais de 90 pirâmides reais (Hemera Technologies/Photos.com/Getty Images)

A civilização do antigo Egito durou mais de 3.000 anos e sua cultura, rituais, crenças e costumes ainda são estudados hoje. Possivelmente uma das áreas mais comuns de estudo são os ritos e rituais que cercam costumes funerários egípcios. As tão famosas pirâmides do Egito são de fato um dos muitos estilos diferentes de tumba que se desenvolveram durante o inacreditavelmente longo reinado do Egito antigo.

Outras pessoas estão lendo

Covas

Um enterro de superfície, ou uma cova, era um sepultamento mais fácil e mais comum no período pré-dinástico (5500 - 3000 AC). Era literalmente um buraco raso cavado no chão, grande o suficiente para um corpo humano. Como os túmulos evoluíram e outros projetos tornaram-se populares, as covas eram utilizadas apenas para os muito pobres.

Túmulo de poço

Um túmulo de poço é semelhante à sepultura rasa em tamanho, mas muito mais profundamente escavado debaixo da terra, com a adição de um poço de acesso. Estes eram o tipo típico de enterro para as pessoas mais pobres da Terceira Dinastia (2686 - 2613 AC) em diante. No Antigo Império (cerca de 2575 - 2150 AC), túmulos de poço com uma ou às vezes até duas câmaras foram utilizados pela classe alta egípcia.

Túmulos escadaria

No meio da Primeira Dinastia (cerca de 2950 - 2890 AC), escadas foram introduzidas para os túmulos de poço. No início da Primeira Dinastia até mesmo reis eram sepultados neles, e eles tornaram-se maiores e mais profundos. Isso fez o acesso ao túmulo muito inconveniente. Trocar o poço por uma escada permitiu o acesso fácil, e tornou o transporte de mercadorias de sepultamento em túmulos muito mais fácil.

Túmulos mastaba

Mastaba é a palavra árabe para "banco". Usada pela primeira vez no período pré-dinástico, estes túmulos foram usados para proteger os locais de sepultamento dos reis. As mastabas eram muito semelhantes aos túmulos de poço, com a adição de blocos de pedra plana que cobriam a parte superior do túmulo. Este túmulo também tinha uma porta falsa. Isso normalmente seria no lado leste da sepultura, para que os familiares que viessem colocar oferendas na porta ficassem virados para o oeste, em direção à terra dos mortos.

Pirâmides

Pirâmides foram originalmente construídas como túmulos para a realeza no antigo Egito. Os egípcios acreditavam que a pirâmide seria um lugar para o rei ou rainha passar para a outra vida. Hieróglifos escritos nas paredes no interior da tumba ajudariam os monarcas mortos durante a sua viagem para o além. Estas escritas eram chamados de textos da pirâmide e incluem orações, hinos, feitiços mágicos e até mesmo instruções sobre como agir diante dos deuses. O corpo do falecido, normalmente, era colocado diretamente em um local embaixo da pirâmide e seria acessado por uma passagem que conduziria para baixo da superfície. Houve muitas vezes câmaras adicionais na pirâmide para o armazenamento de itens que o falecido levaria com ele em vida após a morte. A maior pirâmide do Egito foi construída pelo Rei Khufu e encontra-se em Guiza. A Grande Pirâmide de Guiza é uma das Sete Maravilhas do Mundo, a única que existe até hoje.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível