Semelhanças e diferenças entre as arquiteturas romana e grega

Escrito por michael e carpenter | Traduzido por bráulio borges barreiros
Semelhanças e diferenças entre as arquiteturas romana e grega
Os estilos de coluna são semelhantes nas arquiteturas romana e grega (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

As arquiteturas romana e grega estão conectadas há muito tempo, devido às semelhanças entre os templos e outras estruturas que as duas civilizações criadas por ambos os povos. A arquitetura romana foi altamente influenciada pela Grécia, mas os romanos também se distinguiam ao criar uma identidade separada.

Colunas

Ambas as culturas usavam três colunas na construção de templos. A dórica é grossa e com pouca decoração. A jônica é uma coluna mais fina e mais ornamentada. O estilo coríntio é uma coluna altamente ornamentada, que é decorada no topo e na extremidade inferior com arte e desenho complexos.

Preferências de colunas

Os gregos tendiam a preferir a coluna dórica em muitos de seus templos. O Partenon dedicado à Deusa Atena é um exemplo de coluna dórica. A arquitetura romana preferia o estilo coríntio, que pode ser visto no Panteão.

Materiais

Os materiais usados para construir templos eram muito diferentes da arquitetura grega para a romana. Os gregos usavam mármore e granito para construir seus templos. Os romanos, que usavam muito o arco em suas edificações, eram capazes de usar menos materiais para construir os templos. Enquanto as colunas e peças de ornamento de um tempo eram de mármore, a construção em si era feita de tijolos e concreto.

O arco

Os gregos apoiavam o telhado de suas construções com um sistema de postes e vigas. Duas vigas seguram uma terceira, horizontal. Os romanos aperfeiçoaram o uso do arco, que adicionou efeitos decorativos e era muito mais forte que o sistema grego. O arco era importante para os aquedutos romanos, que forneciam águam para o império, por grandes distâncias.