Dispneia noturna e dor nas costas

Escrito por evelyn de matias | Traduzido por luiza g. brando
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Dispneia noturna e dor nas costas
Uma avaliação médica é fundamental para descobrir a causa dos sintomas (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

A dispneia noturna e as dores nas costas podem ocorrer simultaneamente, o que resulta em uma condição debilitante e com potencial de causar risco à vida. Não é incomum que as pessoas sintam dores nas costas devido a inúmeros fatores e sofram de dispneia noturna. As duas condições precisam de tratamento imediato, pois podem afetar a vida prática diária dos indivíduos que sofrem com elas, além de poderem levar a outras condições sérias com o tempo.

Outras pessoas estão lendo

Definições

A dispneia noturna é uma condição médica na qual a pessoa sofre de dificuldades respiratórias durante a noite. De acordo com a manifestação patofisiológica citada por McPhee e Ganong (ref. 1), a pessoa fica com sensação de falta de ar, a qual pode ser atribuída ao aumento da pressão nos alvéolos capilares do pulmão. A condição pode ser causada por diferentes fatores, chamados de doenças respiratórias, tais como asma e doenças pulmonares obstrutivas, além de doenças cardiovasculares, descondicionamento fisiológico, doenças pulmonares vasculares, doenças pulmonares intersticiais e doenças neuromusculares.

A dor nas costas é uma manifestação clínica comum da postura ruim ou imprópria. Cerca de 80% a 90% da população sofre de dores nas costas. Porém, a dor nas costas pode surgir devido a condições específicas da espinha dorsal independentes da musculatura desequilibrada por causa da má postura.

A ligação entre a dispneia noturna e as dores nas costas

É possível que a dispneia noturna e as dores nas costas ocorram como manifestações de doenças variadas que resultem nos sintomas de dificuldade para respirar e dor. A tuberculose miliar se espalha por diferentes órgãos do corpo e, assim, a musculatura paravertebral pode fazer com que os dois sintomas ocorram simultaneamente.

Um edema pulmonar agudo também pode fazer com que a dispneia noturna ocorra acompanhada de dores nas costas. O estágio agudo de um edema pulmonar pode causar a extensão da dor que é sentida nas costas. Os edemas geralmente ocorrem devido a um bombeamento fraco do coração. Tal condição estressa o peitoral, o que pode levar a uma mobilidade limitada na espinha. Isso resulta em uma curvatura excessiva da coluna, o que leva à dor nas costas.

Outras condições causativas

Diversos fatores podem promover os sintomas de dispneia noturna e também podem fazer com que surja a dor nas costas. As condições mais agudas são devidas a problemas pulmonares, como embolia e asma, além de doenças pulmonares restritivas, danos tóxicos causados às vias respiratórias, inalação de corpos estranhos e pneumotórax. As doenças cardíacas também podem ser as culpadas pela ocorrência dos dois sintomas, incluindo insuficiência cardíaca, isquemia, infarto do miocárdio e disfunção do músculo papilar. Uma paralisia do diafragma e distúrbios de ansiedade também podem causar a dispneia noturna e as dores nas costas ao mesmo tempo.

Medidas diagnósticas

Para obter um diagnóstico mais confiável das condições que provavelmente estão acarretando os sintomas de dispneia e dores nas costas, devem ser executados exames minuciosos para indicar uma causa mais comprovada dos sintomas.

Os exames diagnósticos comuns são raios-X do peitoral, eletrocardiograma, gasometria arterial, espirometria, tomografia computadorizada do peitoral, testes das funções pulmonares, ecocardiografia, teste de estresse cardíaco, contagem de leucócitos e cultura de sangue e expectoração. Esses exames são feitos para estabelecer um diagnóstico preciso.

Avaliação e tratamento

Os procedimentos comuns de avaliação identificam as causas específicas da falta de ar noturna e da dor nas costas. O processo avaliativo é essencial para cobrir todas as condições possíveis que possam provocar e iniciar os sintomas de dispneia e dores nas costas. Os procedimentos de avaliação incluem examinar o histórico médico do paciente, a história da doença presente, exames físicos e procedimentos de diagnóstico.

Uma avaliação e um diagnóstico apurados são indispensáveis para providenciar o tratamento, cujo foco é primeiramente corrigir as causas subjacentes e os sintomas debilitantes de dor nas costas e dispneia.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível