O efeito do álcool sobre plantas

Escrito por jeremy nicholson | Traduzido por ronaldo moretti
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
 O efeito do álcool sobre plantas
Plantas criam oxigênio e são essenciais para a vida na terra (Thomas Northcut/Photodisc/Getty Images)

Através do processo de fotossíntese, as plantas convertem energia solar, água e dióxido de carbono em carboidratos e oxigênio. A vida na terra depende da presença de plantas. No entanto, elas entram frequentemente em contato com álcoois. Os álcoois são compostos orgânicos formados por um grupo de hidroxila (OH) ligado a um átomo de carbono (C), que é muitas vezes ligado a outros átomos de carbono ou de hidrogênio. Os resultados variam quando as plantas metabolizam o álcool.

Outras pessoas estão lendo

Metabolismo de álcoois

A enzima álcool desidrogenase (ADH) é encontrada na maioria dos organismos vivos, incluindo seres humanos, bactérias e plantas. Ela catalisa a reação de um álcool em um aldeído ou uma cetona removendo um hidrogênio do álcool. Há uma variedade de álcoois. Entre os mais comuns estão metanol, etanol e álcool isopropílico. Cada um deles é convertido em um diferente aldeído ou cetona pela ADH. Por exemplo, em humanos, o etanol é convertido em acetaldeído, enquanto o metanol é convertido em formaldeído.

Etanol

O etanol, ou álcool de cereais, é produzido pela fermentação de grãos. Ele é o álcool encontrado nas bebidas alcoólicas e tende a atrofiar o crescimento de plantas. Quando aplicado em flores, cientistas observaram que, quando regadas com uma solução de 5% de etanol, ele retarda o crescimento das plantas. Quando é aplicada uma solução de 10% de álcool, a planta se torna estressada e, com uma solução de 25% de álcool, ela morre. Isso pode ser útil se o crescimento da planta precisa ser suprimido, como no caso de a flor perder seu valor estético se crescer demais. Usando etanol, ela pode ser mantida menor por um longo período de tempo.

Metanol

O metanol é o álcool mais simples. Muitas vezes é usado como um combustível e solvente. Estudos têm mostrado que o metanol, ao contrário do etanol, estimula o crescimento de muitas plantas. Ele é usado pelo metabolismo vegetal como se fosse dióxido de carbono. Uma solução de metanol de 30% parece ser a mais eficaz para esse propósito.

Álcool isopropílico

O álcool isopropílico de 70% é vendido para uso anti-séptico. Essa concentração pode ser pulverizada sobre as plantas com segurança para matar pulgões. Se a planta for regada com ele, no entanto, os efeitos são semelhantes aos do etanol. Na concentração de 5%, o crescimento da planta é atrofiado, enquanto concentrações superiores a 25% tendem a danificá-la ou matá-la.

Bebidas alcoólicas

As bebidas alcoólicas contêm etanol em diferentes diluições. As de alto teor alcoólico, como vodca e uísque, podem ser diluídas e aplicados às plantas para restringir o seu crescimento. Cervejas ou vinhos, no entanto, não devem ser utilizados. O teor de açúcar dessas bebidas estimula o crescimento bacteriano e fúngico, o que irá danificar ou matar a planta.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível