Os efeitos dos ácaros dos sacos aéreos nos canários

Escrito por lynn anders | Traduzido por angela spada
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Os efeitos dos ácaros dos sacos aéreos nos canários
Os membros da família dos tentilhões, que inclui os canários, são propensos a infestações de ácaros internos (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Os membros da família dos tentilhões, que inclui os canários, são propensos a infestações de ácaros internos. Estes podem infectar a traqueia, os pulmões, a cavidade corporal e os sacos aéreos. Quando nos sacos aéreos, a condição é chamada de infestação de ácaros dos sacos aéreos.

Outras pessoas estão lendo

Sacos aéreos

Os pássaros, incluindo canários, têm um sistema respiratório mais complexo que os mamíferos, que inclui pulmões e uma série de sacos aéreos conectados. Estes são balõezinhos que retêm ar e são encontrados em todo o corpo e até nos ossos. A complexidade do sistema respiratório dos canários também os torna mais suscetíveis a infecções, como a causada por ácaros.

Sintomas

Os ácaros dos sacos aéreos causam uma séria afecção em canários. Os pássaros afetados terão dificuldades respiratórias, que serão observadas como respiração trabalhosa, agitação da cauda e respiração de boca aberta. Geralmente ocorre um som de clique ou sibilo agudo. Outros sintomas são perda de peso, espirros, tosse e fricção repetida do bico nas barras da gaiola e poleiros na tentativa de se livrar dos ácaros. Sua voz pode se alterar, tornando o seu som diferente ou parando de cantar completamente. Sem tratamento, o pássaro eventualmente morrerá sufocado.

Diagnóstico

Embora os sintomas levantem a suspeita de seu veterinário de serem causados por ácaros dos sacos aéreos, para administrar cuidados adequados ao seu canário será necessário um teste para chegar a um diagnóstico definitivo. Isto é feito pela inspeção visual da garganta, boca e narinas em busca dos ácaros, que possuem uma cor escura. Se nenhum for visto, seu veterinário poderá passar um cotonete na garganta do pássaro e examinar o muco no microscópio.

Tratamento

Os ácaros podem passar facilmente de um pássaro a outro. Podem ser transmitidos por partilha de alimento e bebedouros, assim como por pássaros que têm contato direto, incluindo quando as mães alimentam seus filhotes. Depois de identificada a condição em sua criação de pássaros, todos devem ser tratados e todas as gaiolas esfregadas com água e sabão, seguido da desinfecção com uma solução de água sanitária. Geralmente, o tratamento é feito com medicação antiparasitária e Ivermectina. Outro tratamento é pulverizar Sewin em pó no pássaro, reporta o autor da obra "The Canary Handbook" (O Manual do Canário).

Não tente tratar seus pássaros sem a supervisão de um veterinário. Uma forte infestação de ácaros dos sacos aéreos pode exigir uma dosagem mais cuidadosa de medicação. A morte súbita de uma grande carga de ácaros também pode levar o pássaro à morte.

Prevenção

Limpar diariamente as gaiolas dos canários, bem como os comedouros e bebedouros, juntamente com a oferta de alimentos nutritivos, como a ração granulada para canários ou tentilhões, assim como produtos frescos, é a melhor prevenção para os ácaros dos sacos aéreos. Além disso, deve-se por em quarentena os pássaros novos, longe dos existentes, por seis semanas para evitar que levem ácaros para o bando.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível