Os efeitos da osmose em células vegetais

Escrito por kara allan | Traduzido por kelly isayama
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Os efeitos da osmose em células vegetais
Uma visão aumentada de células na folha (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

A osmose é o movimento de moléculas líquidas, geralmente de água, através de uma membrana semipermeável a partir de uma solução pouco concentrada até uma com alta concentração de soluto. A osmose cria uma solução uniformemente concentrada nos dois lados da membrana. As células vegetais possuem paredes celulares robustas e semipermeáveis, ou seja, a água se move através delas dependendo da concentração de moléculas de água dentro e fora da célula vegetal. Os efeitos da osmose em células vegetais dependem de qual tipo de solução rodeia a célula da planta.

Outras pessoas estão lendo

Solução hipotônica

Uma solução hipotônica é aquela na qual há uma concentração mais alta de moléculas de água fora da célula vegetal. Quando uma dessas células é colocada em uma solução hipotônica, as moléculas de água irão fluir para o lado de dentro da célula através da membrana semipermeável. Ela então inchará, até que a concentração de água dentro da célula fique igual a do meio externo. Esse inchaço leva a planta a ficar túrgida, ou seja, dura e rígida. A turgidez é responsável pelas plantas ficarem eretas e firmes.

Solução hipertônica

Uma solução hipertônica é aquela na qual a concentração de moléculas de água está mais baixa no meio externo do que dentro da célula. Quando uma célula vegetal é submergida em um meio hipertônico, a água sai de dentro dela e vai para o meio externo. Esse movimento leva a célula a murchar e o citoplasma a ser afastado da parede celular, um processo conhecido como plasmólise. Quando as células vegetais murcham por falta de água, a planta perde seu vigor.

Solução isotônica

Uma solução isotônica é aquela na qual a concentração de água fora da célula é igual a do interior dela. Nenhum movimento de moléculas ocorre quando a célula vegetal é colocada em uma solução desse tipo. Essa falta de osmose é conhecida como plasmólise incipiente, ou seja, a célula não fica nem túrgida nem murcha. Essa plasmólise leva as folhas verdes a decaírem, devido à ausência da estrutura firme de células vegetais túrgidas.

Osmose reversa

A osmose reversa é o processo de moléculas de solvente moverem-se de uma solução de baixa concentração para uma com altos níveis de soluto. Esse movimento é o oposto da osmose tradicional e ocorre como resultado de uma grande quantidade de pressão externa. A osmose reversa não acontece naturalmente e é mais usada como um processo de purificação da água. Assim, é importante observar que a osmose reversa não ocorre em plantas e não afeta a estrutura de células vegetais.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível