Os efeitos da poluição d'água em plantas e animais

Escrito por chris dinesen rogers | Traduzido por fernando prezotto
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

A água contaminada é uma ameaça séria que afeta mais de 40% dos rios dos Estados Unidos e 46% dos lagos, de acordo com a Agência de Proteção Ambiental dos EUA (EPA, na sigla em inglês). Seja direta ou indireta, acidental ou intencional, a poluição de dos canais não afeta apenas animais e plantas, mas o próprio ecossistema. Lixo perigoso, metais pesados e mercúrio podem danificar a saúde de um ecossistema a ponto dele não conseguir mais se recuperar.

Outras pessoas estão lendo

Significado

Mercúrio é a principal causa de contaminação dos estuários e lagos dos EUA. Este poluente altamente tóxico é responsável por 80% dos alertas de consumo em peixes usados na alimentação, afetando mais de 40 milhões de km² de lagos, segundo o instituto de Pesquisas Geológicas dos EUA. Ele chega a esses ambientes através de emissões de maquinários que usam o carvão como combustível e caldeiras industriais. Uma vez na atmosfera, ele passa por um processo chamado metilação através do qual assume sua forma mais tóxica, o metilmercúrio. O mercúrio é persistente no ambiente. Ele se acumula em plantas e animais, que se tornam presas de predadores em postos mais altos da cadeia alimentar, acumulando-se em seus tecidos.

Tipos

Outros poluentes também afetam recursos hídricos. De acordo com a EPA, mais de 300 milhões de toneladas de pesticidas são usados por ano, frequentemente terminando em cursos d'água, a maioria sendo classificada como cancerígena. Pesticidas também podem causar a mortandade de peixes, e, através da decomposição, reduzir o pH e o nível de oxigênio da água, tornando o ambiente insustentável para a vida. O uso de fertilizantes tem impactos similares. Altos níveis de nitrogênio, fosfatos e fósforos em canais podem encorajar o desenvolvimento de plantas invasoras, reforçando um ambiente onde a qualidade da água é alterada.

Efeitos

A qualidade da água também é comprometida pela polição do ar através das chuvas ácidas. Elas ocorrem quando contaminantes como dióxido de enxofre e óxido de nitrogênio combinam-se com a umidade do ar num processo provocado pela luz solar. O resultado são as chuvas com pH ácido. Elas podem causar danos imediatos à plantas e animais, ou mesmo morte quando em altas concentrações. Os efeitos são especialmente terríveis quando os níveis de pH de fluxos de água são alterados. Pode ocorrer a contaminação do solo, tornando ambientes inteiros inaptos para a vida.

Considerações

Mais desconcertantes são os potenciais efeitos do acúmulo a longo prazo dessas toxinas no meio ambiente. Muitos contaminantes são conhecidos por acumular-se em plantas e tecidos animais. É necessária uma regulamentação mais severa de indústrias para diminuir futuras contaminações. Enquanto a EPA tem identificado como a maior fonte de poluição aquática os escoamentos da agricultura, não há regulamentações para controlar essa indústria. Enquanto isso, pesticídas e outros poluentes continuam a chegar aos canais, aumentando o risco de futuros danos.

Alerta

Em algum momento em seu ciclo de vida, mais de 70% das espécies animais terrestres são dependentes da água. Ainda assim, apesar de avisos, a poluição aquática continua. Despejo de esgotos, legais ou não, continuam a jogar bactérias, parasitas e químicos tóxicos nas águas. Ambientes costeiros continuam em perigo por derramamentos de óleo que provocam o extermínio da vida selvagem e causam milhões de dólares em danos. Ao menos que medidas sejam tomadas, a própria água que bebemos estará em perigo.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível