Empregos romanos de todas as classes da antiguidade

Escrito por richard reyes | Traduzido por davi espindola
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Empregos romanos de todas as classes da antiguidade
Muitos gladiadores eram escravos ou prisioneiros de guerra, mas alguns lutadores de carreira foram treinados para lutar no Coliseu. (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

O fosso entre ricos e pobres na sociedade romana foi enorme, como a sociedade carecia de uma classe média reconhecível, era preciso provar riqueza ou propriedades para participar no governo. Aqueles nas classes mais altas da sociedade romana, como senadores, generais ou comerciantes ricos, acumularam centenas, senão milhares de vezes mais sestércios (moeda romana) do que os da classe baixa, portanto, os pobres tinham pouca voz política na sociedade romana. Muitas das profissões comuns na Roma antiga são reconhecíveis hoje, incluindo músicos, agricultores, pastores, soldados, proprietários, comerciantes e acrobatas.

Outras pessoas estão lendo

Política

Além do Imperador, senadores romanos ocupavam o mais alto posto na sociedade romana. Para servir como senador, um cidadão romano tinha que ter pelo menos 30 anos de idade e provar que seu patrimônio valia um milhão de sestércios. Para servir os mais altos cargos, os antigos romanos tinham que ter um antepassado que tivesse sido senador. Senadores romanos não escreviam a legislação, mas votavam em questões importantes e exerciam uma grande influência na sociedade romana. Nos últimos anos do Império Romano, era comum que os senadores aceitassem abertamente subornos para seus votos. Embora as opções de melhoria econômica fossem limitadas, um comerciante suficientemente rico podia requerer uma posição de baixo nível no senado romano.

Diversão

Os gladiadores tinham a profissão mais perigosa do Império Romano, participando em jogos públicos mortais com outros gladiadores e até mesmo feras exóticas. Seus serviços, patrocinados primeiro por aristocratas ricos em lugar de rituais de sacrifício de sangue, eram posteriormente endossados pelo imperador. Conforme os jogos de gladiadores tornavam-se mais elaborados, alguns gladiadores de carreira eram enviados para treinamento militar especial. No entanto, a maior parte eram escravos, prisioneiros de guerra ou criminosos. Enquanto os jogos de gladiadores eram grandes espetáculos públicos, formas mais modestas de entretenimento eram comuns em todo o império. De acordo com Brian Williams, autor de "Empregos Romanos da Antiguidade", donos de pensões proporcionavam bebidas, música e jogos de azar para os viajantes, enquanto músicos de rua, acrobatas e malabaristas entretinham o mercado.

Agricultura

Antes deles construírem cidades opulentas e conquistarem nações estrangeiras, os romanos eram simples pastores e agricultores. Em alguns casos, os agricultores eram servos contratados de cidadãos romanos. No entanto, alguns preparavam os seus próprios campos e vendiam suas plantações no mercado. De acordo com Williams, eles muitas vezes usavam ​arados pesados ​puxados por bois e empregavam uma máquina de corte de trigo especial, chamada de " vallus": um carro de duas rodas puxado por um cavalo ou mula. "Vinhas também eram cultivadas para fazer vinho, mas os escravos eram utilizados para o trabalho árduo necessário para processar e fermentar as uvas.

Exército

Para expandir e proteger as fronteiras de um dos maiores impérios da história, o Império Romano empregava centenas de milhares de soldados durante seu reinado. Soldados romanos foram treinados para marcharem 20 quilômetros por dia, e muitas vezes ajudavam em projetos de obras públicas, como a construção de quartéis, estradas e aquíferos. De fato, os soldados romanos ganharam a fama de terem construído mais de 250.000 quilômetros de estradas em todo o Império. Embora nem todos os cidadãos romanos servissem como soldados, cada um era obrigado por nascimento a ser convocado, se necessário, para o exército.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível