Como escolher lâmpadas T5 para plantas de aquários de água doce

Escrito por juniper russo | Traduzido por poliana r. garrido
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como escolher lâmpadas T5 para plantas de aquários de água doce
As espécies que vivem no aquário também influenciam na compra das lâmpadas T5 (Jerry Yulsman/Photodisc/Getty Images)

Uma lâmpada de aquário T5 é qualquer peça de equipamento de iluminação, medindo 1,58 cm de diâmetro. Ao contrário dos equívocos comuns, medições como T2, T5 e T8 não devem ser feitas medindo a força ou o espectro de iluminação, mas a espessura da lâmpada propriamente dita. A instalação de seu aquário de água doce, as espécies residentes e as preferências estéticas afetarão a escolha ideal de lâmpadas T5. Fale com um consultor em sua loja local de aquários para aconselhamento adequado às suas necessidades específicas.

Nível de dificuldade:
Fácil

Outras pessoas estão lendo

Instruções

    Instruções

  1. 1

    Pesquise as necessidades de iluminação de cada uma das espécies de animais e vegetais em seu aquário. Um aquário ideal não é um aquário de "Comunidade", de miscelânea, mas um conglomerado de espécies cuidadosamente selecionadas com requisitos semelhantes para a iluminação, a instalação e a água química. Certifique-se de que todas as espécies sob seu cuidado têm requisitos de iluminação semelhantes.

  2. 2

    Selecione uma avaliação Kelvin adequada para o seu aquário. Uma classificação Kelvin descreve o espectro de luz emitida por uma lâmpada. Uma lâmpada T5 pode ter uma avaliação Kelvin de 5.500, 6.500, 10.000 ou 20.000. Comprimentos de onda curtos de 5.500 e 6.500 têm um tom avermelhado, enquanto os comprimentos de onda mais longos são de cor azul-violeta. Comprimentos de onda mais curtos são ideais para plantas mais verdes de água doce, mas plantas vermelhas e marrons exigem intensos raios encontrados em bulbos 10.000 K e 20.000 K. Tanques altos também precisam de uma classificação Kelvin maior porque os comprimentos de onda podem penetrar no fundo do tanque.

  3. 3

    Determine as necessidades de produção das espécies sob seus cuidados. Em geral, plantas de água doce precisam de uma lâmpada T5 que emite 2 a 5 watts para cada 3, 785 litros de água do aquário. Um tanque de 110 litros plantado, portanto, requer uma lâmpada T5 que emite pelo menos 60 watts de energia.

  4. 4

    Determine se uma lâmpada fluorescente T5 atenderá às necessidades de iluminação de seu aquário. Estas geralmente emitem 15 a 40 watts e têm avaliações Kelvin de 3.000 a 10.000 K. Se estes não são adequados para o seu aquário, considere uma lâmpada fluorescente compacta, que emite de 10 a 100 watts e vem em uma mais ampla escala de avaliações Kelvin.

  5. 5

    Procure pela alta e muito alta saída de lâmpadas fluorescentes T5. Estas são muito brilhantes e emitem de 20 a 160 watts de energia. Lâmpadas fluorescentes de muito alta saída podem ter avaliações Kelvin tão altas quanto 20.000 K; elas são mais apropriadas para plantas de água doce vermelhas e marrons e para aquários muito altos, e tanques de peixe profundos.

  6. 6

    Considere usar uma lâmpada de iodetos metálicos, se não houver nenhuma outra opção T5 atendendo às necessidades do seu aquário. Uma lâmpada de iodetos metálicos é muito cara, mas emite uma impressionante iluminação que vai de 175 watts até 1.000 watts de energia. Lâmpadas de iodetos metálicos são populares entre os entusiastas de recifes, porque elas fornecem a intensidade e espectro mais semelhante à luz solar, mas elas raramente são necessárias para aquários plantados de água doce.

Dicas & Advertências

  • Tenha muito cuidado ao manusear equipamentos elétricos perto de um aquário. Não introduza uma lâmpada se suas mãos estiverem molhadas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível