Estágios contagiosos do herpes labial

Escrito por genevieve van wyden | Traduzido por henry alfred bugalho
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Estágios contagiosos do herpes labial
O vírus do herpes simplex tipo 1 é uma ferida contagiosa que geralmente aparece nos lábios do paciente (Thinkstock/Comstock/Getty Images)

O vírus do herpes simplex tipo 1 é uma ferida contagiosa que geralmente aparece nos lábios do paciente. Se o fluido do herpes labial entrar em contato com outra parte do corpo, ela desenvolverá a mesma infecção. Não há cura para o herpes labial, então tudo que você pode fazer é buscar conforto em analgésicos e medicação antiviral.

Outras pessoas estão lendo

O vírus do herpes simples tipo 1

O herpes labial é, na verdade, um sinal de uma infecção que foi causada pelo vírus herpes simplex tipo 1, ou HSV-1. Estas feridas são contagiosas em todos os estágios. Durante uma irrupção, o enfermo tem de ser cuidadoso para não espalhar o vírus; isto quer dizer não beijar ou compartilhar qualquer coisa que toque a boca (utensílios, comida, cosméticos ou toalhas).

Estágios

Cada estágio tem seu próprio nome e sintomas. O primeiro estágio é o do "prurido"; o segundo estágio é o da "bolha"; o terceiro é o estágio da "secreção"; o quarto é o da "crosta" e o quinto estágio é o da "cura". Cada nome de estágio descreve tanto um sinal quanto de um sintoma do herpes. A doença pode durar de sete a 12 dias.

Sinais

O enfermo percebe uma coceira ou sensação de formigamento; um ponto vermelho e inchado logo se formará. Após um ou dois dias, ele entra no estágio da bolha, que dura por dois dias. As bolhas começam a se romper (estágio da secreção) e o fluido vazará; este é o estágio mais contagioso do herpes, pois o fluido contém milhões de vírus, que podem infectar outra pessoa. A bolha se tornará uma ferida vermelha, que então ficará cinza. Após o término do estágio de secreção, o estágio da crosta começa, quando o herpes formará uma casquinha. Este estágio dura por um ou dois dias. Assim que a crosta final houver caído, o enfermo entra no estágio da cura, quando a bolha retorna ao normal.

Infecção

O vírus HSV-1 pertence à mesma família do vírus que causa o HSV-2, ou o herpes genital. O HSV-1 pode infectar outras partes do corpo, como os dedos ou genitais. O HSV-1 é transmitido de pessoa para pessoa, geralmente através do compartilhamento de cosméticos, beijos, dividir comida ou utensílios. Aproximadamente oito em cada dez pessoas são portadoras do vírus HSV-1; elas criam anticorpos para enfrentarem o vírus, mas nem todos os vírus são mortos pelos anticorpos.

Dormência e ativação

O vírus HSV-1 é ativado quando o sistema imunológico do enfermo está lutando contra outra doença; quando isto ocorre, o enfermo percebe que está desenvolvendo outro herpes. O vírus HSV-1 pode ser ativado quando o enfermo está sob um grande nível de estresse, como emocional. O vírus HSV-1 é oportunista, ou seja, ele espera até que o corpo se preocupe em lutar contra outras doenças ou lidar com causas externas de estresse. Quando as defensas do corpo caem, o vírus ativa suas células nervosas — por isto os enfermos percebem que eles têm herpes no mesmo lugar todas as vezes.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível