Secreção escura na menopausa

Escrito por april khan | Traduzido por lara scheffer
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

Durante a menstruação, muitas mulheres possuem secreções de várias cores em diferentes momentos de seus ciclos. Durante a menopausa, você não menstrua mais, por isso, não espera sangrar ou possuir qualquer tipo de secreção. Para a surpresa de muitas mulheres na menopausa, elas começam a perceber um leve sangramento ou secreção marrom. Para a maioria das pessoas, isso é inofensivo, mas em alguns casos, pode ser um sinal de um problema de saúde.

Outras pessoas estão lendo

O que é a secreção marrom?

A secreção marrom depois da menopausa é, na verdade, uma mistura de sangue e uma secreção chamada corrimento. Esse sangue pode variar a cor de rosa até marrom. Não é forte como a menstruação; na verdade, é bem fraco (às vezes, apenas algumas gotas). O corrimento marrom durante a menopausa pode ser um resultado natural das mudanças nos hormônios ou um sinal de um problema médico.

Perimenopausa

A perimenopausa ocorre de dois a oito anos antes da menopausa começar e, geralmente, é marcada pela ocorrência de menstruações irregulares. O ciclo menstrual fica mais fraco, mais forte, esporádico ou ausente devido aos níveis de estrogênio que estão diminuindo na preparação para a menopausa. Durante esse tempo, as mulheres frequentemente reportam o corrimento entre os ciclos, entre outros sinais da perimenopausa, como calor, suor à noite, secura vaginal, insônia e dor durante o sexo.

Pólipos uterinos

Os pólipos uterinos são crescimentos que ocorrem na parede endometrial, localizada dentro do útero. Eles surgem da produção excessiva de células no revestimento da parede. Eles podem variar de tamanho de pequenos, como semente de gergelim, até grandes, como uma bola de golfe. Os pólipos são mais comuns em mulheres entre 40 e 50 anos e podem variar em número, de um a vários. Algumas pessoas com pólipos uterinos não possuem sintomas, outras reclamam de ciclos menstruais irregulares e sangramentos após a menopausa.

Secura vaginal

A secura vaginal é um problema muito comum em mulheres na menopausa. Na verdade, de acordo com a Mayo Clinic, quatro entre dez mulheres reclamam da secura vaginal. Ela ocorre devido ao decréscimo de estrogênio. Durante as relações sexuais, algumas mulheres experienciam secura, coceira, ardência, dor e sangramento leve.

Atrofia

Durante a menopausa, a falta de estrogênio pode fazer com que o revestimento uterino fique muito fino, fazendo com que os vasos sanguíneos dentro dele fiquem fracos. Quando os vasos sanguíneos reagem dessa maneira, podem romper-se espontaneamente, o que é um fenômeno conhecido como atrofia. A atrofia frequentemente resultará em corrimento. Como leva algum tempo para que essa pequena quantidade de sangue vá do útero ao lado de fora da vagina, ele pode ter a coloração rosa escura ou marrom.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível