Estilo das roupas americanas nos anos 1800

Escrito por catherine mezensky | Traduzido por camille sampaio
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Estilo das roupas americanas nos anos 1800
Tecido drapeado em saias rodadas era popular no final dos anos 1800 (Hemera Technologies/PhotoObjects.net/Getty Images)

O estilo de vestimentas dos americanos no século XIX começou simples e prático, mas tornou-se mais complexo com o tempo. Durante a primeira parte do século, os cidadãos rejeitaram modas europeias extravagantes, preferindo roupas simples. Entretanto, os avanços tecnológicos tornaram possíveis certos elementos de moda, como saias rodadas ou tecidos listrados. Até o final do século, as mulheres americanas usavam vestidos ajustados com drapeados elaborados, enquanto os homens vestiam ternos semelhantes aos ternos dos homens de hoje.

Outras pessoas estão lendo

Roupas no início dos anos 1800

No começo dos anos 1800, os americanos não tinham tempo de copiar a moda europeia enfeitada da época. Eles faziam roupas mais simples que se adaptassem ao clima americano. Homens usavam calções, jaquetas longas e gravatas, enquanto as mulheres usavam vestidos longos com várias camadas por baixo das saias. Após a recente guerra de revolução, os colonos evitavam a moda inglesa. A música "Yankee Doodle Dandy" tira sarro de pessoas que imitavam as modas europeias.

Roupas masculinas na metade do século

Na metade dos anos 1800, as roupas se tornaram mais escuras e sóbrias. No final dos anos 1840, os homens usavam ternos sack, que são paletós simples, calças compridas e coletes. As calças eram estreitas mas não justas. A gravata era borboleta. Com o advento da guerra civil de 1861 a 1865, muitos homens usavam uniformes ou visuais inspirados nos militares em ocasiões formais. Após a guerra, ternos listrados ou quadriculados se tornaram populares pelo fato de a tecnologia tornar possível a fabricação de tais estampas.

Roupas femininas na metade do século

Durante meados dos anos 1800, as roupas femininas se tornaram mais enfeitadas. Babados, rendas, fitas e arcos adornavam os vestidos. A saia saiu de moda conforme os aros foram desenvolvidos e utilizados para suportar grandes saias em forma de sino. Inicialmente foram feitos de ossos de baleia, mas os americanos desenvolveram e fabricaram com facilidade aros de aço leves. Corpetes foram ajustados, mas depois da guerra civil as saias tornaram-se mais lisas na frente e mais cheias atrás.

Roupas americanas e a Guerra Civil

Durante a Guerra Civil houve um encurtamento nas roupas do sul. Enquanto os fazendeiros dessa região plantavam muito algodão, ele foi mandado para o norte para os fabricantes de roupas. Em 1864 o Confederate Senate baniu guarnições de algodão frívolas e babados em peças de vestuário e exortou os cidadãos para economizar pano para os soldados. Ele também estabeleceu limites sobre o preço por metro para os lojistas não poderem explorar os cidadãos. Enquanto isso, as fábricas têxteis do norte cresceram como o algodão da Inglaterra, e muitas vezes às custas de plantadores confederados pobres, alimentando uma grande demanda de uniformes masculinos para o exército da União.

Final dos anos 1800

Durante a última metade dos anos 1800, os homens continuaram a usar ternos. As saias femininas continuaram sendo mais lisas na frente, mas uma espécie de gaiola grande e arredondada, chamada azáfama, era colocada debaixo delas. Vestidos tinham gola alta e mangas compridas. Tempos depois nesse mesmo século, as mulheres começaram a usar roupas que permitiam movimentos livres, como roupas de ciclismo ou de banho. Estes trajes incluíam calças esporte, que eram calças em formato de balão. As cores escuras da Inglaterra influenciaram as roupas de ambos os sexos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível