Mais
×

A história das roupas masculinas na Era Vitoriana

Atualizado em 23 fevereiro, 2018

A Era Vitoriana, na parte ocidental do mundo, foi um tempo de elegância , formalidade, propriedade e atenção rigorosa à etiqueta e aos valores morais. Para os homens, o período histórico era marcado por modismos que eram formais, sofisticados e de alguma forma sombrios durante as horas de trabalho e lazer. Linhas básicas, limpas, cores escuras e uma atenção ao detalhe eram elementos integrantes do estilo masculino de se vestir na Era Vitoriana.

Os homens deviam vestir-se de trajes formais na Era Vitoriana (Rob Gallop's photostream, http://www.flickr.com/photos/47148215@N00/)

Antecedentes

A Era Vitoriana é definida como o período do reinado da Rainha Vitória na Grã-Bretanha de 1837 a 1901. De acordo com o Gentleman's Emporium, as roupas, o vestir-se e o asseio nesse período eram significativamente mais formais do que atualmente. Com exceção dos trabalhadores braçais, era esperado que os homens usassem casaco, chapéu e colete sempre que estivessem em público. Algo menos que isso era considerado inapropriado e contrário aos valores sociais.

Era esperado que os homens usassem casaco, chapéu e colete sempre que estivessem em público (Brand X Pictures/Brand X Pictures/Getty Images)

Elementos básicos

De acordo com o Gentleman's Emporium, um dos elementos mais básicos do guarda-roupa do homem vitoriano era o colete. Essa peça era considerada o eixo central do conjunto masculino. Eles podiam ser de um colorido brilhante ou escuros e eram frequentemente usados como um acessório para mudar o tom da vestimenta. O mesmo terno podia ser usado diversas vezes com coletes diferentes, desse modo mudava-se a aparência geral do traje. Os coletes feitos de lã ou algodão eram comuns para o dia ou para trabalhar em escritório, enquanto os de seda, coloridos, eram mais comuns em eventos formais.

Os chapéus eram de igual importância no conjunto do homem vitoriano, e haviam muitas variações populares. As cartolas eram reservadas para ocasiões mais formais, embora elas fossem usadas ocasionalmente durante o dia por homens de posses. Chapéus coco tornaram-se incrivelmente comuns com o decorrer dos anos e eram considerados apropriados para o dia. O traje de passeio escolhido pelos homens vitorianos era o sobretudo, um casaco longo com uma bainha que ficava um pouco acima dos joelhos. Essa vestimenta era usada de dia ou de noite e era um componente básico em qualquer guarda roupa masculino

O casacão era um item básico no guarda-roupa masculino (Brand X Pictures/Brand X Pictures/Getty Images)

Asseio

Cuidar do asseio da barba e do bigode também eram características da Era Vitoriana. De acordo com Victoria´s Past.com, os anos que antecederam essa era foram conhecidos como o período da Regência, no qual o estilo para os homens era ter o rosto limpo, sem barba ou bigode. No período vitoriano, entretanto, a moda era exatamente o oposto, e bigodes e costeletas eram uma parte significativa do modismo do período.

Bigode e costeleta eram modismos no período vitoriano (Brand X Pictures/Brand X Pictures/Getty Images)

Acessórios

De acordo com o Gentleman's Emporium, as gravatas ( que também eram conhecidas como plastrões), relógios de bolso e bengalas eram acessórios populares para os homens da Era Vitoriana. As gravatas podiam ser finas e básicas ou largas e plissadas, e os relógios de bolso da mais alta qualidade eram considerados símbolos de status. As bengalas podiam ser de madeira simples, decoradas ou com o topo em latão. Era contra as leis de etiqueta que homens e mulheres tocassem as partes descobertas um do outro em público, por isso as luvas eram muito comuns para ambos os sexos.

As luvas eram usadas para que as pessoas de sexos opostos não se tocassem em público (Hemera Technologies/PhotoObjects.net/Getty Images)

Significado

De acordo com Victoria's Past.com, a era Vitoriana foi um período de grande modéstia e atenção à propriedade social. Haviam leis definidas e formais que governavam todo tipo de relacionamento social entre homens e mulheres, e vestir-se apropriadamente era considerado de máxima importância. A natureza formal das interações sociais e as regras rígidas de conduta podem ser úteis ao explicar a afinidade vitoriana por vestimentas formais em praticamente todas as situações.

bibliography-icon icon for annotation tool Cite this Article