Estímulos éticos negativos e positivos no ambiente de trabalho

Escrito por morgan rush | Traduzido por marcella narvaes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Estímulos éticos negativos e positivos no ambiente de trabalho
O uso excessivo de estímulos negativos pode contribuir com medo e ansiedade (Jupiterimages/Pixland/Getty Images)

Os supervisores querem promover comportamentos positivos no ambiente de trabalho, como apresentar trabalhos no tempo certo, interagir de forma respeitosa com os clientes e se comprometer ao desenvolvimento profissional. Ao mesmo tempo, os gerentes devem desencorajar alguns comportamentos negativos, como ausências, atrasos ou ações insubordinadas. Os supervisores podem, então, basear-se em estratégias de estímulos negativos e positivos para incentivar comportamentos positivos, mas eles devem primeiro considerar a ética dos seus métodos.

Outras pessoas estão lendo

Estímulos positivos

A maioria das pessoas está acostumada com o conceito de estímulos positivos, os quais envolvem premiar comportamentos favoráveis para incentivá-los. Por exemplo, se um funcionário entrega um projeto em tempo, um gerente pode elogiá-lo publicamente para que ele se sinta motivado a terminar sempre seus projetos antes do prazo estipulado. O funcionário não apenas recebeu elogios, ele recebeu elogios diante de todos os seus colegas. Outros exemplos de estímulos positivos incluem uma agenda flexível, promoções, mais responsabilidades e outros privilégios.

Estímulo negativo

O estímulo negativo é às vezes confundido com punições, mas esses dois métodos são bem diferentes. O estímulo negativo envolve remover uma consequência indesejável depois que o funcionário voltar ao seu comportamento correto, enquanto a punição envolve remover uma consequência desejável depois que um funcionário se comporte de forma inadequada. Por exemplo, no estímulo negativo, um gerente pode repreender um funcionário por entregar um projeto muito importante depois do prazo estabelecido. Quando o mesmo funcionário entregar o projeto no tempo certo em uma próxima semana, o gerente não o repreende. Isso motiva o funcionário a entregar seus trabalhos no tempo certo, para evitar ser criticado ou se sentir envergonhado.

Benefícios éticos

Estímulos positivos e negativos podem criar efeitos éticos positivos no ambiente de trabalho. Por exemplo, funcionários sabem que estão sendo considerados responsáveis por suas ações depois de serem estimulados positivamente ou negativamente. Isso cria um senso de justiça, desencorajando "parasitismo" ou desempenhos medíocres. Outra consideração ética positiva é que funcionários podem ser premiados por ações como entregar trabalhos de boa qualidade, promover o trabalho em grupo ou dedicando-se produtivamente com os clientes.

Desafios éticos

No entanto, usufruir de estímulos positivos e negativos têm algumas conotações éticas negativas. Os estímulos positivos podem encorajar ciúmes ou competitividade entre funcionários, já que alguns podem achar que aos colegas estão sendo concedidos privilégios especiais. Isso desestimula o trabalho em equipe. Já um ambiente de trabalho que enfatiza apenas em estímulos negativos pode criar uma atmosfera de medo, intimidação ou vergonha para os trabalhadores. Isso pode diminuir as relações positivas entre supervisores e trabalhadores. Além disso, o usufruto de estímulos positivos pode apenas encorajar funcionários a depender de motivadores externos para o trabalho, ao invés de serem intrinsecamente motivados a realizarem os trabalhos para o bem da própria empresa.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível