Experimentos para comparar a carbonatação em refrigerantes

Escrito por michael e carpenter | Traduzido por lucas calazans
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Experimentos para comparar a carbonatação em refrigerantes
Um refrigerante sem gás pesará menos do que antes de ser aberto (PhotoObjects.net/PhotoObjects.net/Getty Images)

A carbonatação em refrigerantes cria as bolhas que flutuam para o topo quando a bebida é aberta. Essas bolhas são gases de dióxido de carbono que estão suspensos no líquido e são liberados quando as bolhas aparecem na superfície. O dióxido de carbono é normalmente bombeado na bebida. Cada marca de refrigerante tem diferentes níveis de carbonatação. Estas experiências permitem aos alunos determinar qual marca tem a maior carbonatação.

Outras pessoas estão lendo

Deixe o refrigerante ficar sem gás

A maneira mais fácil de determinar a quantidade de dióxido de carbono que está presente numa embalagem de refrigerante é pesá-lo antes e depois da abertura. Embora o dióxido de carbono não pese muito, uma balança digital será capaz de medir a diferença no peso do recipiente quando o refrigerante não apresentar mais bolhas, vulgarmente chamado "sem gás". Para comparar marcas, use refrigerantes no mesmo tipo de embalagem, como latas de alumínio ou garrafas de dois litros. Depois de abertos, mantenha-os nas mesmas condições de temperatura para que as bebidas sejam mantidas em equivalência. Após um dia ou dois, pese os refrigerantes novamente. Qual refrigerante perdeu mais peso?

Recipientes

Repita a experiência de cima, mas desta vez determine se o nível de carbonatação para a marca de refrigerante é a mesma em cada embalagem em que o produto é envasado. Compare o percentual de peso perdido por cada recipiente para descobrir qual tipo de embalagem contém a maior carbonatação. Os tipos de recipientes são garrafas de vidro, garrafas de plástico de tamanhos variados e latas de alumínio, que também podem vir em tamanhos diversos.

Qual refrigerante perde o gás primeiro?

Cada tipo de recipiente contendo um refrigerante perderá o dióxido de carbono em taxas diferentes. Compare as diferentes marcas para esse experimento. Neste caso, os recipientes de cada marca têm de ser do mesmo tamanho. Por exemplo, compare latas de alumínio de 340 gramas, duas garrafas de vidro ou garrafas de plástico de 567 g. Abra os recipientes de tamanhos diferentes ao mesmo tempo. Monitore os refrigerantes à medida que o tempo passa. Evite agitar as bebidas enquanto observa para evitar perda adicional de gás. O refrigerante estará sem gás quando não apresentar mais bolhas. Use uma lanterna para verificar as latas de alumínio. Que tipo de recipiente fica sem gás primeiro?

Qual método evita a perda de gás?

Determine qual é o melhor método para manter o refrigerante com gás depois de aberto. Use vários tamanhos e marcas de refrigerante para comparação. Crie um grupo de refrigerantes que são abertos e deixados à temperatura ambiente para medir a velocidade com que perdem o gás. Pense em várias maneiras para reter gás. Por exemplo, selar o recipiente, manter o recipiente a temperaturas inferiores ou remover o excesso de ar da embalagem. Veja qual desses cenários mantém a bebida com gás por mais tempo.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível