Fatos curiosos sobre copos descartáveis

Escrito por allison edrington | Traduzido por bruno souza
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Fatos curiosos sobre copos descartáveis
Os copos de café são um tipo comum de recipiente descartável (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Os copos descartáveis ​​de plástico ou de papel se tornaram um marco da cultura em diversas partes do mundo. Esse objetos foram desenvolvidos como conveniência e também como uma medida de higiene; desde então, eles passaram a ser utilizados em larga escala. Entretanto, os copos descartáveis também podem ser motivo de controvérsias, uma vez que existem algumas preocupações sobre seu impacto ambiental.

Outras pessoas estão lendo

História

Os copos descartáveis ​​de uso único foram criados como solução para problemas de saneamento no início de 1900, pois nessa época muitas pessoas se concentravam em encontrar uma maneira aperfeiçoar o controle de epidemias, agindo, então, para diminuir a propagação de germes através de copos de uso público. Dois empresários de Boston, Huge Moore e Lawrence Luellen, trouxeram ao mercado o que viria a ser conhecido como "dixie cup" — copinhos de papel individuais para água potável, uso clínico e também recipiente descartável para sorvetes. A empresa passou por diversas mudanças de nome, finalmente recebendo permissão para usar o nome da loja de brinquedos de New York "Dixie".

Materiais comuns

Quando foram inicialmente desenvolvidos, os copos de papel contavam frequentemente com uma fina camada de cera ou cola para torná-los impermeáveis. Embora esses materiais ainda sejam utilizados em alguns copos de papel descartáveis​​, o plástico se tornou um revestimento muito mais comum. Hoje em dia, muitos copos são produzidos e comercializados a partir de materiais como plástico ou espuma. No entanto, o plástico tem a desvantagem de não ser capaz de conter líquidos quentes, podendo derreter, enquanto o papel e a espuma não.

Copos reciclados

Em 2006, a Starbucks recebeu do FDA, órgão governamental dos Estados Unidos da América responsável pelo controle de medicamentos e alimentos, a aprovação para usar o primeiro copo descartável feito de fibras pós-consumo. Embora apenas 10 por cento das fibras do copo tivessem sido recicladas, isso levou um esforço de dez anos para obter a aprovação de tal percentual. Isso porque houve muita discussão sobre o fato de a fibra reciclada estar em contato direto com produtos que serão consumidos. De acordo com o site da CNN Money, a Starbucks utiliza cerca de 1,9 bilhões de copos anualmente, com os recipientes parcialmente reciclados respondendo por uma economia de 2,37 milhões de quilos de papel por ano, ou aproximadamente 78 mil árvores.

Desperdício

Embora possam oferecer conveniência e saneamento, há uma preocupação crescente sobre o impacto ambiental sobre o descarte de tantos copos. Em média, um trabalhador de escritório nos EUA usa cerca de 500 copos descartáveis ​​por ano, e cerca de 58 bilhões de copos de papel são jogados fora anualmente apenas naquele país. Cerca de 20 milhões de árvores e 45 bilhões de litros de água são necessários para produzir esse montante de copos. Os recipientes de plástico ou de espuma têm sido especialmente problemáticos, pois eles não são facilmente biodegradáveis. Mas esses resíduos não são apenas um problema nos EUA. Outro exemplo é Taiwan, onde os habitantes costumam usar 1,5 bilhão de copos plásticos descartáveis, que, juntamente com as tampas que os acompanham, são responsáveis por 70 por cento dos resíduos no litoral do país.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível