Ferramentas de aconselhamento para casais

Escrito por timothea xi | Traduzido por tatiana ament
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Ferramentas de aconselhamento para casais
O aconselhamento de casais utiliza várias ferramentas para afiar as habilidades de relacionamento (couple on the meadow image by Pavel Losevsky from Fotolia.com)

O aconselhamento de casais, também conhecido como terapia de casais, pode ter várias abordagens. Algumas focam na mudança da dinâmica de comunicação entre parceiros e na restauração de padrões positivos de relacionamento, enquanto outras buscam ajudar o casal a aceitar um ao outro e a não exagerar nos pequenos deslizes que ocorrem em relacionamentos. Na sessão, o terapeuta utiliza uma variedade de ferramentas para ajudar a mediar e educar o casal para trabalhar seus problemas.

Outras pessoas estão lendo

Questionários

No início do aconselhamento de casais, o terapeuta ou conselheiro pode solicitar o preenchimento de um questionário para ajudar a avaliar algumas questões importantes do seu relacionamento e para obter avaliações pessoais do estado atual do relacionamento. As questões podem ser básicas, como há quanto tempo vocês estão juntos, ou pedindo para que você descreva o início do seu relacionamento e porque você desiludiu-se com seu parceiro. Perguntas sobre as personalidades, como o que você e seu parceiro têm em comum ou não, podem ser incluídas, assim como pedidos para você explicar situações de conflito entre você e seu parceiro e o que ocorreu nesses conflitos. As perguntas podem envolver relacionamentos com outras pessoas que causam esses conflitos. Outras partes da abordagem podem pedir para que você dê uma nota para sua autoconsciência emocional, nível de comprometimento e amor pelo seu parceiro. Essas perguntas podem ser bastante pessoais e envolver sua vida sexual e seu papel na contribuição para os problemas no relacionamento.

Exercícios

Durante o aconselhamento de casais, vocês podem ter que fazer uma variedade de exercícios para desenvolver habilidades específicas, como "auto-intimidade" ou "intimidade de conflito", alguns dos quais são feitos sozinhos e outros com os parceiros. O conselheiro ou terapeuta pode usar uma terminologia diferente, mas auto-intimidade refere-se à consciência aguda de seus próprios sentimentos, desejos e pensamentos. A intimidade de conflito combina a auto-intimidade com impedir que se evite lidar com assuntos difíceis e a reação defensiva a eles. Exercícios podem desenvolver habilidades nessas duas áreas. Por exemplo, para construir intimidade de conflito, um casal pode fazer o exercício de "iniciador para inquisidor", em que uma pessoa é o iniciador, ou a pessoa falando. Ela irá discutir sua realidade com a outra pessoa, sem apontar culpados, e transmitindo apenas emoções, não pensamentos. O inquisidor, então, deve recapitular o que acabou de ouvir e fazer perguntas para esclarecer o que está acontecendo com o iniciador. O inquisidor não deve resolver o problema ou ficar na defensiva.

Lições de casa

Ao final da sessão, o conselheiro ou terapeuta pode dar para cada pessoa uma lição de casa. Pode ser uma extensão dos exercícios realizados na sessão ou tarefas para fazer o casal refletir sobre suas perspectivas e problemas pessoais para melhorar o relacionamento. Um exemplo é fazer com que o casal enumere o tipo de relacionamento que gostaria de ter: que tipo de vida gostaria de compartilhar com o parceiro, os sentimentos envolvidos e que tipo de parceiro eles seriam. Além disso, as tarefas podem pedir para que o casal olhe para si mesmo e procure barreiras para implementar mudanças para melhorar o relacionamento, identifique os motivos dessas barreiras, além de ressaltar os aspectos mais difíceis de promover essas mudanças.

Gráficos e escalas

Algumas vezes, o terapeuta de casais usará gráficos e escalas para ajudá-los a avaliar e fazer determinações concretas sobre uma situação. Um gráfico ou tabela oferece uma representação em imagem dos eventos em uma situação, e você seguiria a sequência de eventos ocorridos como um algoritmo. Uma escala de avaliação pode lidar diretamente com um incidente em que você ficou insatisfeito com algo que seu parceiro fez. Trabalhando com cinco ou seis perguntas, você seleciona a opção que mais corresponde aos resultados listados nas questões. Ao final, você indica o que faria de diferente na situação e visualiza essa revisão ou mesmo promove uma simulação.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível